Mãe não pode ver sua própria filha de 1 ano que morreu por covid-19

Esta notícia causou grande comoção em todos que acompanham de perto

Uma notícia bastante triste chocou todos os brasileiros nesta última semana, ainda mais pelas circunstâncias que envolvem o acontecimento, uma mãe que não pode ver seu próprio bebê por ter sido vítima de covid-19.

A pequena Isabela, de apenas 1 ano e 7 meses tinha uma doença crônica muito delicada, o diagnostico foi dado desde o momento que nasceu prematura.

PUBLICIDADE

Mãe e filha moravam no município de Cerro Corá, no interior de Rio Grande do Norte, e o caso tomou grande proporção na cidade, e todos estão muito chocados com a situação.

POr conta dessa situação a menina desde que nasceu foi internada em uma UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e depois disso foi transferida para uma enfermaria, onde se alimentava por meio de sonda e tinha uma traqueostomia.

PUBLICIDADE

Com o objetivo de levar a bebê para casa, os familiares chegaram a criar uma vaquinha online, e o valor arrecadado seria utilizado para estruturar um quarto na própria residencia onde moravam para que pudessem tê-la por perto.

Mas infelizmente os dias de vida da criança ao lado da família foram poucos, ao todo tiveram apenas onze dias de conivência, sendo que boa parte deles a pequena Isabela apenas dormiu.

Em depoimento prestado pela mãe, ela confirmou que sua filha nunca tinha ido para casa, e depois de poucos dias que conseguiu ir para seu lar, ela entrou em um sono que durou três dias.

Depois de procurar o Hospital, uma equipe foi deslocada para atender a criança, e novamente teve que ser internada, mas depois de sete dias a pequena acabou não resistindo e veio a óbito neste último sábado, dia 9 de abril.

Ela ressaltou que recebeu todos os auxílios possíveis por parte da equipe do Hospital, e relatou que só depois de vários dias que o resultado foi divulgado como positivo para o covid-19.

“Nós, os familiares, não tivemos nem o direito de ver o rosto de Isabela pela última vez”, lamentou a mãe.

 

 

Escrito por Redatora Nh

Escritora desde 2012. Sempre antenada nas redes sociais, por dentro das novidades, estudando e buscando o melhor para transmitir aos nossos leitores.