Mais de 350 elefantes morreram em Botsuana e fato intrigou cientistas

Os animais começaram a aparecer mortos no início do mês de maio e as causas ainda são desconhecidas.

Botsuana, país sul africano, é exemplo de conservação de um de seus animais mais típicos: os elefantes. O país é tido como um reduto desses animais, mas desde o início do mês de maio algo vem intrigando os pesquisadores e conservacionistas do lugar.

Inúmeros elefantes tem aparecidos mortos no país, sem uma causa certa para a morte, como caças, infecções ou envenenamento. O ano passado o país sofreu com a perda de cerca de 100 elefantes mortos por Antraz, um tipo de bactéria bastante agressiva mas que conseguiu ser controlada.

PUBLICIDADE

O que causa espanto no caso das mortes atuais é o desconhecimento do motivo, uma vez que os animais não possuem nenhuma marca no corpo referente à caças, por exemplo.

O problema foi detectado desde o início de maio, quando ao sobrevoarem uma região do país avistaram cerca de 169 elefantes mortos, algo que é sem precedentes no país, pois não está relacionado nem com as condições climáticas que assola o país de tempos em tempos: a seca.

PUBLICIDADE

De maio até os dias atuais, forma detectados cerca de 350 mortes dos animais e o que mais chama atenção é que os animais são encontrados mortos com o rosto no chão, o que gera indícios de que os elefantes são acometidos por alguma bactéria, doença ou veneno que atingem diretamente o sistema neurológico dos bichos, fazendo com que eles sintam uma desorientação e caiam com os rostos dessa maneira no chão.

Amostras de sangue foram recolhidas dos animais e mandados para análise laboratorial para que possa ser verificado a causa da mortandade em massa do elefantes no país. Devido à covid -19, os resultados sairão com maior atrasado pela demanda e mudança na rotina dos funcionários dos laboratórios no país.

Amostras de sangue foram recolhidas dos animais e mandados para análise laboratorial para que possa ser verificado a causa da mortandade em massa do elefantes no país. Devido à covid -19, os resultados sairão com maior atrasado pela demanda e mudança na rotina dos funcionários dos laboratórios no país.

 

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.