‘ Mais uma cena de horror’; Jane é espancada e largada na estrada, seu estado de saúde é grave

Jane está internada, sem voz

Mais uma barbárie se repete, nos últimos dias acompanhamos o caso da paisagista Elaine Caparroz, de 55 anos, agredida por Vinicius Serra, estudante de direito de 27 anos de idade. Ela o conheceu através da internet.

Na segunda-feira (4) tamanha violência volta a acontecer, dessa vez no estado do Espirito Santo, na pequena cidade de Pedra de menina, região de Caparaó.

PUBLICIDADE

A jovem vendedora Jane Cherobim de 36 anos de idade, foi brutalmente agredida pelo namorado de 34 anos, Jonas Amaral, ao sair da cervejaria da família onde os dois trabalhavam.

PUBLICIDADE

Depois de horas sem noticias, os irmãos de Jane a encontrou numa estrada, que dá acesso ao Parque Nacional de Caparaó, jogada, semi nua, desacordada e torturada.

As noticias desta terça-feira (5) é que ela está internada no hospital Carangola, a vitima não fala, não enxerga e tem ferimentos por todo o corpo.
Um dos irmãos da vitima contou em depoimento, que todos estavam trabalhando na cervejaria que teve o expediente encerrado por volta das 3h da manhã, saíram juntos, mas no meio do caminhos a esposa de Cleiton observou que Amaral mudou a rota do carro, ao chegar em casa, ele ligou para a irmã sem sucesso, preocupado foi até a sua casa e não a encontrou, estava apenas o sobrinho, filho de Jane.

Cleiton voltou para casa, avisou a esposa e pegou o caminho de volta a procura da irmã e cunhado, imaginando ter acontecido acidente com o automóvel, foi quando numa curva ele viu um corpo estendido ao chão, era sua irmã, para seu desespero. Cleiton diz que foi a cena mais terrível de sua vida e imaginou que ela já estivesse sem vida.

O carro do cunhado estava largado mais à frente, certamente ele imaginou que ela estivesse morta.

Em entrevista o irmão da vitima, Cleiton Cherubim,  disse que todos da família estão em choque, contou que Amaral sempre foi muito educado, porém é ciumento ao extremo, mas ninguém imaginava que chegasse a esse ponto, questionado se as fotos da irmã podem ser divulgadas, ele autoriza e pede ajuda para encontrar o agressor.

Quem tiver noticias do paradeiro de Jonas Amaral, pode entrar em contato com o 181, pelo Disque Denuncia, sem necessidade de se identificar.

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]