Médico e prefeito da cidade do estado Ceará é acusado de abusar de mulheres e gravar vídeos do “atendimento”

63 vídeos e 23 mulheres mostra o ginecologista abusando de suas pacientes. Prefeito nega denúncias e diz que é "jogada da oposição"

José Hilson Paiva, ginecologista e prefeito da cidade de Uruburetama, que se localiza no estado do Ceará, praticava a décadas crimes de abuso sexual com suas pacientes sem consentimento das vítimas.

As gravações mostram Hilson com a boca no seio da vítima dizendo ´´que era pra ver se tinha alguma secreção“ e fazendo penetrações na vítima, alegando que precisava fazer aquilo para ´´desvirar“ o útero.

PUBLICIDADE

Especialistas da Associação Médica Brasileira que assistiram as filmagens relataram que não havia nenhum atendimento ginecológico.

´Demonstra claramente o abuso sexual sobre as vítimas`.

PUBLICIDADE

O ministério público ja ouviu 6 vítimas. O doutor Hilson Paiva afirma que nunca fez nada e alega que é ‘jogada da oposição’, disse que nunca fez algum ato forçado e querem derruba-lo.

O conteúdo do vídeo não pode ser publicado por conter cenas de mulheres nuas e conteúdo sexual.

Os abusos vem acontecendo desde 1980, e só veio à tona recentemente. Algumas mulheres relataram que não o denunciavam por medo de perder o emprego no setor de serviço público.

“Nunca fui em nenhum ginecologista, não sabia como funcionava, ele dizia que era daquela maneira e eu acreditava”. Diz vítima de José Hilson Paiva, que não quis se identificar.

Doutor Hilson, tem 70 anos de idade, atende em hospitais públicos é prefeito de Uruburetama, desde 2016, foi eleito com 76% dos votos.

11 mulheres alegaram na reportagem que deram ao “fantástico” que ele é um médico de boa reputação na cidade.

´ Todos o tem como boa pessoa, ninguém sabia o que ele fazia`.

Algumas mulheres eram atendidas no consultório que ficava em sua casa e outras no hospital Municipal da cidade.

Uma das mulheres disse que foi abusada com 14 anos de idade e que nunca contou nada pra ninguém, porque ele é o único ginecologista da cidade. Hoje em dia ela é maior de idade.

Ele me mandava entrar, trancava a porta, e pedia pra tirar a roupa, colocava a parte íntima em mim e pegava nos meus seios .

Há outras denúncias, não somente das mulheres da cidade em que ele atendia.

Conforme os juristas, Hilson Paiva pode ser condenado pelas filmagens e de violação sexual.

Sua mulher que ate agora não se pronunciou sobre o caso, também ja foi prefeita da cidade.

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]