Médico tira a vida da namorada ao descobrir que ela era transexual

O medico só descobriu a sexualidade da namorada na primeira vez que tiveram um momento intimo.

Um homem Russo, identificado pelo nome de Mikhail Tikhonov de 27 anos, cometeu um crime, ao ficar perplexo com uma revelação que teve da sua companheira, Nina Surgutskaya, de 25 anos, após descobrir que ela era uma transexual.

O medico ficou atormentado com a descoberta que se descontrolou e acabou tirando a vida da namorada, isso ocorreu na cidade de kursk, na Rússia.

PUBLICIDADE

O homem ficou muito furioso com a mulher, que não imaginava o que ele faria em seguida, isso ocorreu no momento em que eles foram pela primeira vez ter as relações intimas de casal.

O crime ocorreu quando Nina convidou seu parceiro Mikhail para ir ao seu apartamento para terem um momento intimo, no momento das preliminares.

PUBLICIDADE

O medico acabou passando a mão em local mais intimo, e acabou sentindo a cicatriz, que apontava a possível cirurgia para a transformação do genero.
O medico fora de si, se descontrolou ali mesmo, pulou em cima da mulher com toda a raiva que sentia por ser enganado e a estrangulou sem um pingo de remorso ali no local.

Intimado pela policia o medico confessou o crime cometido contra a namorada, ele contou em detalhes o que havia acontecido.

Começou pelo momento em que a namorada havia feito um convite á ele para ir no apartamento dela, até então eles nunca tinham tido um momento mais íntimos entre eles, e assim que começaram o rala e rola, ele teria passado a mão em suas partes intimas.

Onde ele sentiu a cicatriz, naquele momento ele teria perdido a cabeça, e a estrangulou, após descobrir da sua sexualidade.

Ainda em depoimento o medico também contou as autoridades policiais que havia se descontrolado e que no impulso sem pensar desmembrou as partes do corpo de nina.
Isto para que ninguém descobrisse sobre a morte dela, pois assim chegariam até ele, como culpado pelo assassinato.

O assassino chegou ainda a cozinhar algumas partes dos restos mortais de Nina no forno que existia na cozinha dela e a levar outras partes para a sua própria casa.

A mãe de nina começou a desconfiar que teria acontecido algo com a filha, pois ela nunca sumia por tanto tempo.

Sempre fazia visitas frequentes a mãe, no entanto sem algum tempo sem noticia, a mãe da moça resolveu procurar a policia para dar queixa do desaparecimento da filha, e depois de algumas investigações acabaram chegando no medico como principal suspeito, depois de ser investigado e sem saída, o medico acabou confessando todo o crime.

Com base na justiça Russa, o medico pode pegar até 20 anos de cadeia, considerando o crime de assassinato e mutilação de cadáver.

 

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]