Menina de 9 anos é ferida após raio atingir a casa no litoral de SP, e precisa de ser internada na UTI

O incidente ocorreu em Santos, menina ficou com queimaduras de 2° e 3° graus.

Uma menina de nove anos, precisou de ficar internada, durante quatro dias numa UTI, após ter sofrido queimaduras, quando um raio atingiu a sua casa. Isabel Cristina, permanece internada na enfermaria, enquanto outros populares, que também foram atingidos viviam na mesma residência, apenas sofreram queimaduras leves e passam bem.

Nesta quarta-feira (10), o pai da menina deu uma entrevista ao G1, Lucas Roberto Pacheco, de vinte e sete anos, disse que o raio caiu sobre a casa, que fica situada no Morro Santa Maria, há noite por volta das vinte e uma horas e meia, na passada quinta (4). Lucas estava num dos quartos da casa, com a esposa, duas irmas, cinco filhos e três sobrinhos.O restante da família estava na cozinha, onde o raio atingiu com mais gravidade.

PUBLICIDADE

Lucas conta, que estava deitado na cama, e de repente veio um clarão enorme vindo do lado da cozinha. Relata ainda, que tudo foi muito rápido. Que quando ele correu, apenas viu uma “bola” de energia a estourar todas as tomadas, e viu a esposa a gatinhar no chão, e todos olhando para as próprias mãos sem conseguir ver.

A esposa de Lucas, disse ainda que um raio atingiu a cozinha, mas que ele demorou muito para entender. Ele conta ainda, que ficou paralisado quando viu tudo a explodir, mas não imaginava ser um raio. Além de ter estourado todas as tomadas da casa, o raio ainda atingiu o disjuntor, que também acabou por explodir, pegou fogo e logo após bloqueou a passagem para fora da casa.

PUBLICIDADE

Ele conta ainda, que a casa foi totalmente tomada por toda a fumaça, e que as pessoas já tinham falta de ar. Foi então que ele jugou água para o disjuntor, para apagar todas as chamas. E depois falaram, que ele não deveria ter feito isso, porque a casa tinha energia por todo o lado, ficando a saída do chão molhado, mas não conseguiu pensar em mais nada.

Logo após, todos conseguiram sair da residência. As mulheres, e algumas crianças sofreram queimaduras de segundo grau. No qual foram socorridas e levadas para o UPA Central, onde receberam oxigênio, foram medicadas e as feridas tratadas. A filha Isabele, precisou de dar entrada com urgência na unidade de Santos, onde ficou numa UTI sob observação.

A menina, foi a que ficou mais atingida pela descarga, sofrendo queimadoras de segundo e terceiro grau, no pescoço, membros, cabelo e até na sobrancelha. Segundo a mãe da menina, ela precisou de ser entubada, devido às queimaduras no pescoço, poderia afetar as artérias respiratórias.

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!