Menina de 9 anos foi assassinada após ideia da adolescente envolvida e enterrada no contrapiso da casa, após várias perguntas sobre o paradeiro da mãe, , diz delegado

O suspeito disse à polícia que tinha matado a enteada, depois de ela fazer perguntas sobre a ausência da mãe.

Ambas foram encontradas, no contra piso da casa onde residiam. A menina de nove anos, foi morta logo após, que começou a fazer perguntas depois de sentir a falta da mãe, que já estava morta, segundo disse a Polícia Civil.

O suspeito das mortes mãe e filha, já se encontra detido, é o marido e padrasto das vítimas. O suspeito pelo crime, identificado como Fabrício Buim Arena, estava em fuga e já foi capturadi nesta segunda (8), em Campo Grande, e levado para Marília (SP), no dia seguinte.

PUBLICIDADE

A detenção, ocorreu no momento que ele estava a trabalhar numa obra do Jardim Macaúba, que fica situado na região Sul da capital de MT do Sul.

Os corpos de mãe e filha, foram achados a dois de fevereiro, segundo a Polícia Civil, já tinha detido a filha menor, da vitima, após suspeita que ela estaria envolvida no crime que tirou a vida da mãe e da irmã.

PUBLICIDADE

As duas vítimas, com idades de 34 e 9 anos, estavam sumidas desde final do ano passado.

Cristiane Pedroso, morreu a nove de novembro, e a menina logo no inicio de dezembro. O marido da vítima e autor do crime, falou que a menina começou a fazer perguntas sobre o paradeiro da mãe, e logo após começou a atrapalhar a vida deles por lá, após a adolescente ter dado a ideia, ele acabou por aceitar e matou a menina também, segundo diz o delegado que está a investigar o caso.

Claudio Anunciato Filho, delegado disse ainda ao G1, que o suspeito teria detalhado todos os pormenores como matou a esposa, ele alega que tudo ocorreu após uma discussão entre ambos, e agiu em legítima defesa, com um golpe de faca. Logo após também confirmou que matou a menina, asfixiada com a mão.

Nesta terça (9), o suspeito deu entrada na delegacia de Marília, ao final da noite, e disse à imprensa que tinha se arrependido de ter cometido o crime.

 

Escrito por Hosana Oliveira

Sou uma redatora que procura sempre estar bem informada do que esta acontecendo na mídia, faço do meu trabalho um aprendizado a cada dia