Menina de 14 anos posta foto em sua rede social e imediatamente seus amigos chamam a polícia

A foto recebeu tantos comentários que muitas pessoas decidiram chamar a polícia.

As redes sociais sempre irão te surpreender. Todos os dias você vai ver ou ler notícias realmente impressionantes ou publicações de pessoas que estão lidando com algum assunto muito difícil ou muito sério.

Hoje você vai conhecer a história de uma garota chilena chamada Itzel, de apenas 14 anos, que fez um post em seu Facebook e recebeu tantos comentários sobre ela que o caso não passou despercebido em muitos sites.

PUBLICIDADE

Primeiramente a menina de 14 anos falou sua alegria e satisfação ao sentir um “chute” de seu bebê em sua barriga, resultado de sua gravidez.

Algo considerado muito normal, uma mãe sempre fica feliz ao sentir seu bebê se desenvolvendo em seu útero e saber que tudo está correndo bem da forma como devia. Mas o caso não foi somente isso, uma gravidez aos 14 anos já é algo muito complicado. A jovem está na idade das descobertas e de estudar e não deveria estar carregando um filho.

PUBLICIDADE

Mas o pior ainda estava por vir, pois além da gravidez aos 14 anos tinha algo muito grave por trás dessa história.
Alguns amigos e parentes da adolescente lhe disseram que ela não sabia o que estava fazendo quando fez algo tão sério para sua vida: uma gravidez na adolescência.

E foi aí que a menina disse algo que fez seus amigos chamarem a polícia imediatamente. Ela respondeu aos comentários dizendo que isso não importava, porque ela teria um filho com o amor de sua vida: seu próprio pai.

A adolescente contou que havia sido criada por seu pai, depois que sua mãe morreu. Sua infância foi ao lado do homem que tirou sua inocência e abusou dela a deixando grávida.

O pai estava prestes a perder a custódia da filha suspeito de abuso, o caso foi adiado e ele continuou a viver com ela todo esse tempo em sua casa.

Mas depois que a própria adolescente postou a foto e revelou para todos que o filho que esperava era do próprio pai, o caso foi reaberto e ele agora está sendo julgado por abuso infantil e por ter engravidado a sua própria filha, enquanto o estado cuidará da menina e de seu futuro bebê.

 

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: pmachado3[email protected]