Menino de 7 anos morre depois de ser agredido em excesso por não memorizar versículos da bíblia

Quase um ano depois, a polícia entrou com acusações em relação à morte de um menino de sete anos de Wisconsin que foi enterrado vivo na neve como parte de uma punição severa por não ser capaz de recitar 13 versículos bíblicos.

A morte de Ethan Hauschultz levou à prisão de três pessoas, incluindo um adolescente e os guardiões legais de Ethan, Timothy Hauschultz e Tina McKeever-Hauschultz.

PUBLICIDADE

O Gabinete do Xerife da Comarca de Manitowoc também prendeu um garoto de 15 anos, que supostamente supervisionou a tortura de Ethan nas horas que antecederam sua morte.

PUBLICIDADE

O escritório do xerife divulgou a seguinte declaração após as prisões: “Ethan estava cumprindo punição ordenada por Timothy, que exigia que Ethan carregasse um pesado tronco de madeira, pesando aproximadamente dois terços de seu peso corporal, enquanto era monitorado pelo filho de 15 anos de Timothy”, afirma a nota. 
“Ao longo de 1-1,5 horas, o adolescente de 15 anos bateu, chutou e cutucou Ethan inúmeras vezes. Ele repetidamente empurrou Ethan para o chão e rolou o tronco pesado no peito de Ethan”, continua a nota.

“Ele ficou de pé em seu corpo e cabeça enquanto Ethan estava deitado em uma poça. Ele finalmente enterrou Ethan completamente na neve.

Timothy e Tina eventualmente transportaram Ethan para o hospital onde ele foi declarado morto”, conclui.

O Sr. Hauschultz foi acusado de homicídio doloso e cinco outras acusações. A Sra. McKeever-Hauchultz foi acusada de não prevenir danos corporais e de contribuir intencionalmente para a delinquência de uma criança.

O jovem de 15 anos foi acusado de homicídio imprudente de primeiro grau e seis outras acusações.

Segundo reportagens dos canais locais, o adolescente parecia não demostrar nenhum remorso ou sequer parecia se dar conta da gravidade do que havia feito.

Em uma entrevista à polícia, a imprensa local relata que o adolescente disse às autoridades que ele não fez nada que pudesse causar danos físicos ao seu Ethan, mas ele disse que o atingiu 100 vezes.

Ele também admitiu enterrar Ethan “em seu próprio pequeno caixão de neve“. Não foram divulgadas as potenciais sentenças que os envolvidos podem pegar pela morte do menino.

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]