Menor tira a vida da avó, faz postagem e vai pular carnaval: “Anjo em certas horas, um capeta a cada momento”

A jovem conviveu com o cadáver da avó por vários dias e gastava o dinheiro que recebia da gorda pensão.

Todos os dias casos absurdos são mostrados nos noticiários na TV e quando você pensa que já viu de tudo, sempre aparece mais um caso absurdo.

A TV Record exibiu em seu programa Cidade Alerta e Balanço geral um caso de uma adolescente de 17 anos que foi acusada de matar a avó, esconder o corpo e curtir o carnaval em Belo Horizonte.

PUBLICIDADE

O crime aconteceu em um condomínio residencial na Pampulha. A menor confessou que matou Elisabete que a tratava como filha e não deixava nada faltar para a garota:

“A menor confessou o crime e assumiu que matou a avó por causa de uma briga. Ela chegou tarde de uma festa e a avó questionou, entraram numa luta corporal e a avó desmaiou, ela se desesperou e quis ocultar o cadáver, colocou a avó na cama, vedou o quarto e seguiu a vida normalmente. Fez festa na casa, se passou pela avó no celular”, disse um policial.

PUBLICIDADE

A menor foi tão fria que o crime teria ocorrido a quase 2 meses, o corpo da avó foi encontrado após uma filha da vítima acionar a polícia.

Ela contou que estava tendo dificuldades de falar com a mãe, ela então foi até a casa para ver o que estava acontecendo e encontrou o corpo da mãe em estado avançado de decomposição.


“Ao chegar a casa, ela percebeu o local bagunçado e um odor muito forte” explicou a polícia.

A menor vedou as frestas da porta do quarto onde deixou o corpo da avó com uma lona para evitar que o cheiro saísse, ela conviveu com o cadáver da avó por todos esses dias para continuar recebendo a gorda pensão que a avó recebia do marido falecido.

De acordo com os familiares, a avó e neta tinham um bom relacionamento, sem brigas. O pai da garota mora em Portugal e a mãe no Norte do Brasil.

A vítima era viúva de um coronel da PM e recebia uma pensão de 30 mil reais. A adolescente era quem cuidava das contas de casa.

Enquanto o corpo não tinha sido encontrado, a neta gastava o dinheiro da avó. Ela foi detida nesta terça-feira (05), no bairro Fernão Dias, em Venda Nova, após a polícia procurar em diversas residências de amigos e parentes.

A jovem antes de ir ao carnaval fez uma postagem vestida de vermelho e com chifres dizendo: “Anjo em certas horas, um capeta a cada momento”. Em outra, colocou a localização como “inferno”.

 

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]