Militares reprovam presença de Bolsonaro em ato antidemocrático

A presença do presidente da República ao ato neste domingo (19) foi reprovada por militares

A ida do presidente da República Jair Bolsonaro na manifestação que aconteceu em frente ao Quartel General do Exército contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal na tarde deste último domingo (19) provocou um desconforto em meio a cúpula militar.

O Jornal O Estado de S. Paulo recebeu declarações de oficiais-generais que destacaram que não se cansavam de repetir que as Forças Armadas são instituições permanentes, e que servem ao Estado Brasileiro, e não ao governo.

PUBLICIDADE

Os generais que foram ouvidos declararam que o protesto que chegou a pedir pela intervenção militar não poderia ter sido feito em um lugar pior do que o local onde aconteceu.

Um deles chegou a observar que caso a manifestação em questão tivesse acontecido na Esplanada, na Praça dos Três Poderes ou em qualquer outro lugar seria mais do mesmo.

PUBLICIDADE

No entanto, em frente ao QG, no dia do Exército, mostrou uma simbologia muito forte. Ele ainda declarou que o momento não foi bom por que as Forças Armadas estão cuidando apenas de suas missões constitucionais e que não interferem em questões políticas.

A respeito da presença de Bolsonaro em frente ao QG ainda foi feita uma outra análise da gravidade simbólica. Pela Constituição o presidente da República é também o comandante das Forças Armadas, e que mesmo com os cuidados para evitar que fossem feitas críticas diretas, os generais ainda destacaram que o gesto em questão pareceu uma provocação desnecessária e fora de hora.

Na reportagem em questão os generais não esconderam o desconforto da situação, afinal Bolsonaro os deixou em uma situação complicada ao comparecer na manifestação em questão, visto que os chefes militares não podem se pronunciar diante da situação que aconteceu no último domingo (19).

 

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.