Ministro atribui homossexualidade a famílias desajustadas

Ministro estava em Londrina em visita à nova sede do IFPR, na cidade. Em entrevista na última quinta-feira, ministro atribuiu homossexualidade a 'famílias desajustadas'. PGR pediu para que STF abra inquérito para investigar possível crime de homofobia.

O ministro Eduardo Milton Ribeiro, afirmou em uma entrevista que os gays vem de famílias desestruturadas, ele falou isso durante uma viagem que estava realizando para Londrina no Norte do Paraná.

Mas no último domingo (27) ele falou sobre essa entrevista no jornal São Paulo, falou que é pastor e tem as suas próprias convicções.

PUBLICIDADE

Há alguns princípios que ele acredita, mas como Ministro ele é de todos, na visita ao Instituto Federal do Paraná, o Ministro Ribeiro falou a respeito das opções sexuais e aquilo que ele havia falado na entrevista não era para ofender.

Disse que tem liberdade de opinião e aquilo que ele havia falado não é com relação à adolescentes ou crianças, ele respeita as opções sexuais, mas como é um Ministro ele trabalha para o estado, mas como pastor tem as suas convicções.

PUBLICIDADE

A Procuradoria-Geral da República, pediu que fosse aberto um inquérito para investigar se o Ministro agiu com homofobia, baseado nas suas declarações.

Na entrevista o Ministro foi questionado sobre o assunto de educação sexual nas escolas, para evitar doenças e gravidez precoce, o ministro falou que não há necessidade de tratar sobre gênero em escolas e atribuiu isso a família desajustadas.

Ribeiro falou que algum adolescentes que trilha o caminho do homossexualismo possuem famílias desajustadas, não têm atenção da mãe do pai e acabam escolhendo ser gays.

Mas esses adolescentes não tiveram nenhum contato com homem ou com mulher, é apenas uma escolha e essa atitude diz respeito a valores e princípios.

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.