Ministro dá triste notícia sobre prorrogação do auxílio emergencial

Algumas pessoas irão receber a segunda parcela de R$ 300,00 neste mês.

O auxílio emergencial tem sido de grande benefício para milhões de famílias carentes em todo o Brasil. Ele surgiu por causa da pandemia do novo coronavírus, que fez com que vários comércios tivessem que fechar as portas e provocou uma grande onda de desempregos.

Diante da crise que se formava, o governo criou o auxílio, que beneficia pessoas em situações mais carentes com o valor de R$ 600,00, que dobra caso a beneficiária seja chefe de família.

PUBLICIDADE

Inicialmente, o número de parcela seria apenas 3. Mas o valor foi prorrogado e aumentou mais 2 parcelas. Em seguida, o governo autorizou que fossem pagas mais três parcelas, sendo essas últimas no valor de R$ 300,00.

Diante dos pagamentos já realizados, muita gente acreditava que iria haver mais prorrogação do auxílio emergencial no ano que vem. Mas essa ilusão foi desfeita recentemente pelo Ministro da Economia.

PUBLICIDADE

Paulo Guedes fez uma transmissão ao vivo e falou sobre a suposta prorrogação. Ele revelou que o governo não pretende aumentar prorrogar o auxílio em 2020.

O ministro ainda contou que a prorrogação só aconteceria caso houvesse uma nova onda de Covid-19 no Brasil, o que, segundo ele, não tem grandes chances de acontecer.

Diante disso, a população brasileira ficou desanimada. Caso realmente não haja mais prorrogação, a última parcela do auxílio emergencial será a que irá ser paga no mês de dezembro, completando, ao todo, o número de 8 parcelas do benefício.

Escrito por Lane C

Colunista de notícias relacionadas à Televisão, famosos nacionais e internacionais, saúde, humor e também curiosidades no geral.