Modelo morre depois de ser baleada e delegado fica em estado grave depois de ser atingido com 5 tiros no seu apartamento no ABC Paulista

O crime está sob investigação.

Nesta manha de quarta-feira, Priscila Delgado de Barrios, foi baleada juntamente com um delegado dentro da residencia dele. A jovem não resistiu e morreu no local, e o delegado Paulo está internado  em estado grave na UTI do hospital da cidade.

O crime aconteceu em São Bernardo do Campo. A jovem modelo tinha cerca de 27 anos, e o delegado tinha aproximadamente 33 anos. Por meio de uma nota, a Secretaria de Segurança Pública, informa que as autoridades competentes já estão a tentar apurar as causas do crime, que aconteceu naquele apartamento, embora existam algumas suspeitas.

PUBLICIDADE

Ouvidos numa reportagem, os policiais continuam a tentar entender o motivo da tragédia no apartamento naquele condomínio. Segundo as informações, dos fundamentos são obtidos, ainda pela investigação, mas nada ainda foi confirmado, apenas se sabe que o delegado e a modelo tinham um relacionamento.

Entretanto no meio da conversa existiu um desentendimento, onde ela teria atirado nele, e se suicidado de seguida. Mas existem ainda, outras causas, a serem apuradas.

PUBLICIDADE

Até ao momento não existe mais nenhum detalhe, sobre o que aconteceu, ou mesmo ocorreu e nem se sabe a quem pertence a arma utilizada no crime. Até ao momento do término desta matéria, a Policial Civil, ainda não teria terminado a reconstituição, do boletim de ocorrência, do caro para dar qualquer informação sob a investigação.

A suspeita que foi a modelo quem atirou no delegado, é feita mesmo por ele, por Paulo, ainda no hospital para onde foi socorrido. Ela foi falada por ele num vídeo que está circulando com ele no local.

“No dia de ontem, terça-feira dia 20, a Priscila minha namorada, ela visualizou uma mensagem, muito antes de ela vir ter comigo a minha casa. Já hoje quarta-feira, eu ainda não tinha saído do banho, ela veio diretamente a mim e me deu seis tiros.

Depois tirou a sua própria vida, dando um tiro nela mesma”. diz Paulo. “Eu continuo em estado grave, e vou ter que passar por uma cirurgia. Até ao momento não foi possível encontrar os parentes, ou familiares e amigos da vítima mortal, para se manifestarem sobre o ocorrido.

 

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!