Morre Jornalista e Comentarista famoso fãs se despendem

Ex-apresentador do 'Mesa Redonda' tinha 72 anos de idade

Morreu nesta segunda-feira, 25 de fevereiro, em São Paulo, o jornalista Roberto Avallone. Ele se sentiu mal durante a madrugada, foi levado a um hospital, mas não resistiu a uma parada cardiorrespiratória. Avallone tinha 72 anos.

PUBLICIDADE

O jornalista participou com frequência de programas do SporTV como comentarista recentemente. Ele também mantinha um blog no portal UOL. Em seu último post, publicado nesta madrugada, Avallone defende que os clubes invistam em treinadores específicos para centroavantes – como já existem os de goleiros – dada a escassez de bons nomes da posição do  nosso  Brasil.

Começou a carreira na década de 1960 no Jornal da Tarde, onde foi editor e pauteiro nos anos 80. Por quase duas décadas comandou o programa de debates Mesa Redonda, na TV Gazeta.

PUBLICIDADE

Ele também passou por Rede TV! e Bandeirantes. Em rádio, trabalhou nas principais emissoras de São Paulo, como Jovem Pan, Globo e Bandeirantes. 
Em 1984 tornou-se diretor de esportes da TV Gazeta e fez fama no canal, apresentando o Mesa Redonda. Era palmeirenses, mas constantemente brincava que seu time do coração era o “Jornalismo Futebol Clube”.

Ainda trabalhou na RedeTV!, Bandeirantes e SporTV na televisão, Eldorado, Jovem Pan, Globo, Bandeirantes, Capital, Record e BandNews na rádio, e mantinha um blog no portal Uol. Tinha bordões conhecidos, como “interrogação” ou “exclamação” ao fim de suas frases.

Diversos clubes e jornalistas usaram as redes sociais para se despedir de  Roberto Avallone que morreu  nesta segunda-feira, 25, vítima de ataque cardíaco, aos 72 anos, em São Paulo.

Vários deles repetiram seus bordões, como “no pique”, “pitadinha histórica”, o uso do termo “exclamação” e “interrogação” ao final das frases e contaram histórias sobre o ex-apresentador do Mesa Redonda, da TV Gazeta. O jornalista Milton Neves foi o primeiro a dar a notícia da morte e postou uma foto com o colega.

“Mais um dia triste para o jornalismo brasileiro”, escreveu Milton, que recentemente perdeu outro amigo, Ricardo Boechat.

O Palmeiras, clube de coração de Avallone, e os rivais Corinthians, São Paulo e Santos também enviaram notas de pesar  ele foi um  dos  principais jornalistas e comentarista esporte  Brasileiro deixara muitas saudades eternas descanse em paz  meu amigo .

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]