Mulher descobre que irmã foi morta depois de mandar uma foto de uma festa e receber ligação de desconhecida informando do crime

A tocatinense Romenia Brito, de 28 anos, foi morta a facadas em uma vila que fica nas margens do rio Lawa, na divisa da Guiana Francesa com Suriname.

Romênia Brito de 28 anos era do Tocantins, ela foi morta na Guiana francesa, segundo as autoridades o marido da vítima é o responsável pelo crime.

PUBLICIDADE

A irmã da vítima Holanda Brito Reis de 26 anos, falou que ficou sabendo que a irmã estava morta na última segunda-feira (23), quando tentou entrar em contato com ela, outra pessoa informou que Romênia estava morta.

PUBLICIDADE

A família de Romênia é de Buriti no Tocantins e estão desesperados, Holanda disse que enviou uma foto para o celular da irmã e logo em seguida recebeu uma ligação falando sobre o que aconteceu.

Ela enviou uma foto que elas haviam tirado com o padre quando eram crianças, enviou a foto percebeu que estava online mas ninguém respondeu, mais tarde uma mulher ligou para ela informando que a irmã estava morta.

A família agora tenta trazer o corpo de Romênia para o Tocantins, segundo informações o assassinato aconteceu na madrugada, os filhos presenciaram tudo e o principal suspeito é o marido da mulher Aimar Lopes de Souza.

O suspeito logo após o crime fugiu e não foi mais visto, os filhos da brasileira estão com uma vizinha, um menino de 10 anos e outra de 5, o filho mais velho de 13 anos mora no Brasil com a avó.

Romênia estava na Guiana Francesa mais de 12 anos, o pai da vítima chegou a viajar para Guiana Francesa para tenta resolver todos os trâmites para que o corpo possa retornar para o Brasil.

A família deseja realizar o sepultamento, mas até o momento não há nenhuma previsão para que o governo consiga realizar o translado.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.