Mulher que sofreu reação alérgica grave depois de pintar o cabelo, sofreu morte cerebral, em Catalão. Os órgãos serão doados, disse hospital

A mulher estava internada desde quarta-feira após aplicação de tinta no cabelo.

Uma mulher que estava internada na UTI, depois de ter feito um processo de tinta no cabelo, teve morte cerebral. Karine de Oliveira, de trinta e quatro anos, sofreu uma reação alérgica, depois de pintar o cabelo num salão de beleza, em Catalão, no sudeste de Goiás.

Na madrugada deste sábado (13), foi constatada que a mulher teve morte encefálica. A cabeleireira que fez o procedimento, no qual não quis ter a identidade revelada, disse que ela passou mal ainda quando estava no salão, lofo após a tinta ter sido aplicada, segundos depois ela apresentou a reação alérgica ao produto.

PUBLICIDADE

Ainda segundo a unidade hospitalar, informou que ela sofreu um choque anafilático. Na tarde desta sexta (12), o estado de saúde de Katerine era considerado gravíssimo. Ainda segundo a mesma unidade, os órgãos irão ser doados.

A acessória da unidade hospitalar, disse que agora estão a aguardar estabilizar a temperatura para que o protocolo seja aberto para a captação de órgãos.

PUBLICIDADE

Alergia a tinta

Ainda no salão, após ter passado mal, a vítima ainda foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e levada para o pronto-socorro da Santa Casa de Catalão. A profissional que atendeu Karine, disse ainda que ela já era uma cliente frequente do salão, mas apenas fazia a manicure e depilação, que pintar o cabelo era a primeira vez.

Logo que a tinta foi aplicada, a vítima começou a sentir um formigamento nas mãos, e de imediato pediu a profissional, para que retirasse a tinta. Mas logo após ela apresentou estar com falta de ar, foi nesse momento que a cabeleireira acionou os meios de socorro.

 

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!