Mulher que teve reação alérgica após pintar cabelo teve morte cerebral decretada: ” Órgãos serão doados”

A auxiliar administrativa Karine de Oliveira Souza, de 34 anos, que teve uma reação alérgica grave após pintar o cabelo, terá os órgãos doados, segundo a Santa Casa de Catalão, no sudeste de Goiás.

Karine de Oliveira Souza de 34 anos após pintar o cabelo teve uma reação alérgica, foi levada para o hospital logo após passar mal em um salão de beleza.

A mulher foi internada na unidade de terapia intensiva, estava inconsciente quando chegou ao hospital, foi entubada e precisava da ajuda de aparelhos para respirar.

PUBLICIDADE

O hospital informou que a mulher teve um choque anafilático devido a alergia e em seguida teve morte cerebral, o laudo do hospital saiu confirmando a morte cerebral de Karine no último sábado (13) às 17:20.

A família de Karine falou em entrevista que decidiram doar os órgãos porque se deixasse iria ser destruído pela terra, mas a doação é uma maneira de confortar os parentes e amigos.

PUBLICIDADE

O hospital informou que a captação dos órgãos não foi realizada ainda os resultados de exames precisam sair, deve acontecer na próxima segunda-feira (15), só então os órgãos serão doados para pacientes que estão na fila do transplante.

No dia 13 a Santa Casa de Catalão confirmou a morte cerebral de Karine, informou que o primeiro protocolo de morte encefálica não teve validade e precisou fazer um novo.

A auxiliar administrativa foi internada na unidade de saúde na quarta-feira logo após passar mal no salão de beleza ao realizar uma tintura, estava inconsciente e respirava com ajuda de aparelhos, no sábado (13) foi confirmado a morte de Karine, nas redes sociais amigos conhecidos e familiares postaram mensagens de adeus e saudades eternas.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.