Luisa Mell quer mesmo só aparecer?

A ativista é alvo de diversos comentários negativos na internet - e aqui vai uma análise de seu trabalho

Luisa Mell virou a ativista dos animais mais conhecida do país. E sua popularidade gera todo tipo de reação. Apesar da enxurrada de elogios, é muito comum ler comentários negativos sobre o trabalho da moça. “Só quer aparecer” talvez seja o mais frequente. Pois bem, e daí?  Na semana passada, a ativista e ex-apresentadora Luisa Mell fez um resgate astronômico de mais de 1000 cachorros, que estavam aprisionados em condições alarmantes no Canil Céu Azul e seriam destinados à venda em pet shops e outros centros comerciais.

PUBLICIDADE

Luisa se mostra bastante popular nas redes sociais – tem mais de 2,8 milhões de seguidores no Instagram. Supondo que a protetora deseje apenas holofotes e busque os casos de mais repercussão para brilhar, conseguir presença em programas de TV, pleitear cargos políticos ou vender livros. Faz diferença levando em conta o resultado de suas ações?

Ela acaba, por exemplo, de se responsabilizar por abrigar mais de 1 700 cães (!) vindos de um canil clandestino do interior do estado. Não é ela sozinha que faz tudo, obviamente, e é importante ressaltar isso. Tem a ajuda de muita, muita gente. Mas sua notoriedade consegue mobilizar diversas dessas pessoas.
Quando Luisa publica uma foto ao lado da cantora Anitta em um festa de Ano Novo, por exemplo. A aproximação com famosos ajuda-a a circular em rodas de personalidades? Sim. Mas, ao mesmo tempo, logo após o encontro, a funkeira divulgou em seu Instagram – com 34 milhões de seguidores – um documentário sobre a indústria da carne. O tema do veganismo tomou assim proporções enormes, raramente vistas.

PUBLICIDADE

Muitas das críticas, como sempre, vêm de gente que não levanta da cadeira para ajudar ninguém. Às vezes, são os mesmos que dizem “por que não ajudam as criancinhas em vez dos cachorros?” e, no final, não auxiliam nem um, nem outro. Não importa se é resgate “televisionado”, com direito a choro em frente às câmeras (tem até quem reclame que a moça anda maquiada), Luisa põe a mão na massa e consegue divulgar o tema para uma grande quantidade de pessoas.

É fundamental sempre ficar de olho e fiscalizar o trabalho de quem vive de doações, como a ativista. Mas denúncias infundadas ou reclamações superficiais não se justificam para alguém que dá tanta visibilidade à causa animal.

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]