Pacientes fazem denúncia contra dentista após realização de harmonização fácil, imagens mostram rostos deformados:”Era uma dor insuportável”, diz cliente

Foram feitas pelo menos 21 denúncias, no DP em Campos Goytacazes, no Norte Fluminense.

Uma dentista, tem vindo a ser acusada por utentes nos quais dizem que a médica está a deformar rostos depois de realizar os procedimentos de harmonização facial. Segundo as informações dadas pela Polícia Civil até esta última sexta (5), já tinham sido feitas várias denuncias, de antigos pacientes.

Camilla Carvalho, de trinta e cinco anos, é personal trainer, e realizava os procedimentos em várias zonas do rosto desde aproximadamente há mais de dois anos. Ela conta, que os problemas começaram a surgir logo após que as aplicações foram feitas, na boca e no nariz.

PUBLICIDADE

A paciente disse ainda, que no inicio começou a surgir caroços na boca, e que sempre foi em cima da dentista para tentar perceber de onde surgiam os caroços, e ela conseguia sempre fazer com que ela acreditasse, que ela mesmo tinha causado o problema, e que o corpo dela tinha rejeitado o ácido, dizendo ainda que Camilla precisava de ter calma, porque o procedimento ia assentar.

PUBLICIDADE

Ainda segundo a profissional, a dentista chegou a aplicar um produto nos lábios, com a promessa que ele iria diluir a substância da harmonização, coisa que não aconteceu.

Todas as vezes que ela voltava ao consultório, para fazer uma avaliação dos caroços ela aplicava um remédio e dizia que ele ia atuar sobre os caroços, algo que não acontecia. Ela queixa-se ainda, que a dor era insuportável, e que ficava com a boca deformada.

Usando produtos mais baratos e impróprios

Após uma investigação, a dentista estava usando produtos PMMA, na realização dos procedimentos, uma substância legal, mas não é recomendada para esse tipo de processo. Segundo a delegada de polícia, ela oferecia às vítimas a harmonização facial, falando que ia utilizar ácido hialurônico, no qual é um produto que absorve e temporário, e que efetivamente o mesmo, que trata-se de uma substância não absorvível e permanente que só sai após uma cirurgia plástica.

Ainda segundo Nathalia Patrão, a mesma substância utilizada estava a dar um lucro maior à dentista, no qual ela iria gastar de 250 a 300 reais, usando a substância correta, mas com a irregular, ficaria entre dez e vinte reais.

 

 

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!