Padre investigado por lavagem de dinheiro fala com o Fantástico e afirma que vai provar sua inocência

O padre Robson de Oliveira está na mira das investigações há 3 anos, confira

Um dos padres mais famosos do Brasil, Robson de Oliveira, está sendo investigado acusado de ser o líder de um esquema bilionário de lavagem de dinheiro e desvio de verbas. Vale ressaltar que a Basílica do Divino Pai Eterno, localizada em Trindade, estado do Goiás, está sendo investigada.

A basílica é a nova construção do padre e já está sendo construída desde o ano de 2012. O Ministério Público de Goiás acredita que existem diversas irregularidades nesta construção.

PUBLICIDADE

Outra grande suspeita é que o padre não esteja utilizando o dinheiro das doações dos fieis apenas para construir o templo. Robson estaria gastando com fazendas, casas e até mesmo aviões.

A Associação dos Filhos do Pai Eterno (Afipe), é a empresa criada por Robson no ano de 2004 e está na mira das investigações. O MP-GO acredita que a associação esteja utilizando ‘laranjas’ e empresas de fachada para movimentar o dinheiro sujo.

PUBLICIDADE

O padre está sendo investigado há 3 anos e foram diversos monitoramentos de atividades suspeitas. Neste tempo mais de 1200 transações foram cuidadosamente analisadas.

Tudo para que na última sexta-feira, dia 21 de agosto, as autoridades agissem de fato. Promotores e policiais visitaram a casa de Robson e outros 15 locais para cumprirem mandados de busca e apreensão.

A operação foi transmitida neste último domingo, dia 23, no Fantástico. O padre se defendeu nas redes sociais afirmando que não realiza nenhum tipo de atividade criminosa.

 

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.