Pai abusa da filha de 8 meses, filma e vende para site erótico

Este é um dos casos de pedofilia mais perversos da história da internet

Um caso terrível e macabro ganhou as principais manchetes dos jornais de todo o mundo, um pai que deveria proteger sua filha, uma bebezinha de apenas 8 meses de idade, na verdade era seu algoz. De acordo com o portal de notícias online Catraca Livre, o homem de 27 anos foi preso sob a acusação de violentar sexualmente a sua filha, filmar os abusos e vender os vídeos para um site pornô hospedado na Austrália; saiba mais.

Pai estupra filha de 8 meses, filma e vende para site pornô

O ucraniano que não teve seu nome revelado foi preso pela polícia daquele país em sua casa, com ele foi encontrado um smartphone que continham evidências dos crimes cometidos contra sua filha. Segundo Vitaly Chubaesvsky, vice-chefe do departamento de polícia cibernética da Ucrânia, os abusos aconteciam quando a mãe da menina estava fora de casa, no horário em estava trabalhando. Vitaly acredita que a mulher não tem envolvimento com o crime já que a mesma ficou em estado de choque quando se deparou com os policiais no interior de seu imóvel efetuando a prisão do marido.

PUBLICIDADE

Os agentes de segurança afirmaram que a mãe da garotinha ficou horrorizada ao saber que o homem escondia o smartphone entre os brinquedos da menina e assim fazia as imagens dos abusos. A polícia da Ucrânia chegou até o criminoso depois que a inteligência da polícia cibernética da Austrália fez a denúncia sobre o caso.

PUBLICIDADE

Até mesmo os policias mais experientes ficaram horrorizados com o que presenciaram, se condenado o autor dos abusos sexuais pode pegar até 15 anos de prisão. Este foi mais um dos crimes de 2018 que chocou as redes sociais, o homem foi detido em julho do ano passado.

DENUNCIE – DISQUE 100

Saiba a quem recorrer em caso de suspeita de violência sexual infanto-juvenil:

Conselhos Tutelares – Os Conselhos Tutelares foram criados para zelar pelo cumprimento dos direitos das crianças e adolescentes. A eles cabe receber a notificação e analisar a procedência de cada caso, visitando as famílias. Se for confirmado o fato, o Conselho deve levar a situação ao conhecimento do Ministério Público. Calar-se diante de um crime faz de você conivente com o mesmo.

 

Escrito por Carla Lopes Silva

Colunista em sites de notícias e curiosidades. Adoro escrever sobre todo tipo de assunto. Curiosa por natureza, e amante da internet. Contato: [email protected]