Pai chora após fracasso no trabalho, mas uma postagem da filha muda toda a história

O que parecia ser um fracasso nas vendas, viralizou nas redes e se tornou uma rede de ajuda para alimentar pessoas em situação de rua. O caso de Agrinaldo dos Santos, de 51 anos, que apareceu triste nas redes sociais por não vender nada no primeiro dia de negócio comoveu internautas pelo Brasil.

Durante a pandemia do novo coronavírus muitas pessoas perderam o emprego, autônomos não puderam sair para trabalhar, as contas vão chegando e muitos não têm recursos para pagar as dívidas.

Algumas pessoas se viram como podem, Agnaldo perdeu o emprego e decidiu vender salgados, mas todos os salgados que ele fez esperando ter um retorno para poder pagar as contas e comprar o alimento para família não teve nenhuma saída, diante dessa decepção ele se sentou no banco e choro.

PUBLICIDADE

A filha viu o pai chorando pelo trabalho fracassado e acabou apostando a imagem nas redes sociais e causou comoção em toda região, em pouco tempo o homem vendeu todos os salgados, no dia seguinte as vendas explodiram.

Natália Cristina dos Santos 16 anos é a filha de Agnaldo dos Santos de 51 anos, os seguidores de Natália visualizaram o post nas redes sociais foram mais de 90.000 visualizações e mais de 200 mil curtidas, a partir dessa postagem feita por Natália o negócio do pai engrenou.

PUBLICIDADE

A jovem disse que não suportou ver o pai sofrendo daquele jeito, a intenção dela era postar algo sobre a luta do pai, ela não esperava que tivesse tamanha repercussão ele estava vendendo bolos e salgados na cidade de Duque de Caxias no Rio de Janeiro, mas após um dia inteiro de trabalho duro não teve nenhuma venda.

Ele se assentou e chorou, aquilo partiu o coração de Natália de apenas 16 anos, ela então tirou a foto e colocou um texto falando sobre a decepção do pai, muitos viram a postagem e se dedicaram a ajudar o homem que estava vendendo em torno da praça.

Muitas pessoas encomendaram e a fila foi tão grande que os salgados e os bolos foram poucos acabaram em minutos, todo mundo queria tirar uma foto com o pai de Natália, ele vendeu mais de 300 salgados em apenas um dia.

A partir de então a menina criou o lanche solidário, as pessoas podem comprar o salgado ou depositar o dinheiro para quê moradores de rua tenham alimento, essa ideia foi ótima para ajudar as pessoas que estão passando fome nas ruas, ainda mais nesse momento de pandemia.

 

Via: em.com.br

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.