Pai forçou filho de 11 anos a ter relações com a madrasta para que não virasse gay

ABUSO INFANTIL: CASAL FORÇOU FILHO DE 11 ANOS A PRATICAR ATOS SEXUAIS JUNTO COM ELES PARA EVITAR QUE MENINO “VIRASSE GAY”. ABSURDO!

Um caso de abuso infantil bizarro que aconteceu no Reino Unido vejam que absurdo, é uma reflexão sobre a importância e proteger as crianças, difícil acreditar que dados mostram em todo o mundo aumento nessa prática terrível.

Crianças abusadas podem ter sérios problemas que dura a vida toda, os traumas, a dor física e emocional, nada disso deveria acontecer, MS e quando os algozes são os próprios pais?

PUBLICIDADE

É muito importante denunciar, ajudar a criança, pois ela não tem condições para se defender e os abusos se repetem diversas vezes pelo abusador, uma vez que ele violenta e não é descoberto.

Um homem de 30 anos viveu uma infância de puro terror. Aos 11 anos, o pai e a madrasta se posicionavam radicalmente preconceituosos, temendo que um dia o garoto pudesse virar gay quando ficasse adulto, o casal decidiu usar de métodos extremos e revoltantes para impedir tal possibilidade. Eles obrigavam o menino a fazer sexo com eles, desse modo não teria como ele um dia “virasse gay”.

PUBLICIDADE

Como pai e madrasta, eles pensavam ter o direito de educar o menino como bem quisesse, inclusive o fazendo ele andar no caminho certo com métodos cruéis.
O casal adotou um tipo as avessas de educação sexual humilhante e perversa e muita crueldade com o garoto.

O menino cresceu e aos 16 anos denunciou o casal, mas a polícia achou um absurdo às acusações, imaginar que o próprio pai e a esposa seria capaz de fazer sexo com o menino, parecia ser algo impossível de acontecer mais aconteceu .

O tempo foi passando, mas o rapaz não desistiu de registrara a denúncia para policia, ele já estava com 30 anos quando novamente tentou contar os abusos que sofreu. Finalmente deu certo, o casal foi preso e condenado pelo crime. O pai terá de cumprir pena de 6 anos e a madrasta de 9 anos. é pouco não acham de ante uma crueldade dessas ?

A vítima explicou o motivo de não ter desistido da denúncia; “Levou muito tempo para eu me convencer de que tinha coragem para passar por isso tudo novamente. Se minha história puder tocar apenas uma pessoa, eu ficarei perfeitamente feliz com isso”.

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]