Pandemia pode levar 86 milhões de crianças para a pobreza até o fim do ano

Países da Europa e da Ásia serão os mais afetados

Segundo um estudo realizado pela ONG Save the Children e pela Unicef,Fundo das Nações Unidas para a Infância, a crise que a pandemia do novo coronavírus provocou no mundo poderá levar mais de 86 milhões de crianças para a pobreza até o fim do ano, o mundo poderá ter mais ou menos cerca de 672 milhões de crianças prejudicadas pela pobreza causada pelo vírus da covid-19.

Ainda de acordo com o estudo realizado, países da Europa e da Ásia Central serão os mais afetados , pois a magnitude do problema enfrentado terá resultados catastróficos na vida financeira de muitas famílias que certamente ameaçaram o progresso de redução na pobreza infantil.

PUBLICIDADE

Eles preveem que seja necessário uma ação imediata e efetiva para conter essa ameaça da pandemia que cai sobre nações subdesenvolvidas , onde muitas crianças são mais vulneráveis.

Ademais, a ONG e a Unicef advertem que as crianças são muito mais vulneráveis nestes períodos de fome, mesmo que não sejam longos, pois podem ficar desnutridas e isso pode afetá-las pela vida toda.

PUBLICIDADE

As duas organizações têm realizado pedidos ao governo para ampliar recursos se segurança social e alimentação escolar para diminuir as causas da pandemia em países pobres, tentando pelo menos não deixar que alimentos faltem às crianças.

Por fim, a preocupação da ONG e a Unicef não são apenas os malefícios da fome hoje, mas os prováveis danos que isso pode causar a essas crianças futuramente.

Visto que já foi dito anteriormente que a desnutrição em uma criança faz com que ela possa ter alguns outros problemas durante toda sua vida. O índice de pobreza infantil pode estar 15% a mais que o ano anterior, e a situação é muito preocupante.

 

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.