Para vingar morte da mãe, filhos matam o pai a pauladas em GO

Segundo informações da polícia, os filhos teriam torturado o pai até a morte, a fim de que ele revelasse o paradeiro da mãe

Um crime simplesmente bárbaro, que aconteceu entre essa última segunda (24/1) e terça-feira (25/1), deixou uma família em Caldas Novas, no sul goiano, completamente destruída.

Dois filhos, o mais novo com idade de 26 anos e o mais velho de 28 anos, são principais suspeitos de terem assassinado o próprio pai a pauladas, após suspeitarem que havia sido ele quem matou a esposa e, portanto, mãe deles. O corpo da mulher foi encontrado pela polícia em região de zona rural da cidade, em um local muito perto da ponte do Rio Pirapitinga.

PUBLICIDADE

O casal Edna Gonçalves dos Santos, de 47 anos de idade, e Sendomar Lucindo de Oliveira, de 54 anos, partilhavam de uma relação conflituosa, nos últimos meses, o que fez com que os jovens ficassem de olho.

Nessa última segunda, depois do repentino desaparecimento dos dois, a família ficou com muito medo e acionou a delegacia de Caldas Novas para que o desaparecimento deles fosse informado. Àquela altura a família já estava muito preocupada com Edna.

PUBLICIDADE

Os jovens deram início à buscas por conta própria. Conforme o informado pela Polícia Civil de Goiás (PCGO), Bruno Gonçalves de Oliveira, de 28, e Lucas Gonçalves de Oliveira, de 26, encontraram o veículo do pai, durante a madrugada desta terça-feira (25/1), abandonado em uma estrada rural, bem perto a pista de aeromodelismo da cidade de Caldas Novas.

Eles acharam aquilo muito esquisito e levaram o veículo de volta para a casa de seus pais. Posteriormente, eles chegaram à chácara onde os pais moravam e às 2h encontraram o pai saindo de dentro do mato nu, com marcas de agressão e muito agitado. Segundo informações da investigação, Sendomar se mostrou muito agressivo e investiu em uma luta corporal contra os próprios filhos.

Bruno e Lucas contiveram o pai e o deixaram amarrado em uma árvore. Eles começaram a fazer perguntas para ele em relação ao paradeiro da mãe, enquanto que iam batendo nele com uma madeira. Sendomar não revelou nada e por isso foi torturado até a morte.

De acordo com a polícia, após matá-lo, os jovens jogaram óleo diesel no corpo do pai. Contudo, eles não conseguiram dar início ao incêndio e decidiram fugir, deixando o corpo para trás.

Ao apurar mais afundo o caso, os agentes do GIH, o Grupo de Investigação de Homicídios de Caldas Novas, acharam o corpo de Sendomar e também o de Edna.

Nesta última terça-feira, Bruno e Lucas tiveram suas prisões efetuadas em flagrante. Ambos foram levados para a delegacia local, onde foram autuados. De acordo com Tiago Fraga Ferrão, que é o delegado responsável pelo caso, a prisão se deu na base de 12h..

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.