“Parecia que queria se despedir”, pai com Covid-19 morre 48h depois do filho vencer a luta contra a doença em Sorocaba

O que seria uma comemoração, se tornou um momento de tristeza, o caso aconteceu em Sorocaba.

Narcizo Gonçalves da Silva,de 69 anos foi mais uma vítima do novo coronavírus, ele e o filho tinham testado positivo. O filho se recuperou e tinha regressado a casa dois dias antes do pai falecer.

Rogério da Silva de 36 anos é um dos quatro irmãos que estava a lutar contra a doença, e acabou por vencer. As imagens foram publicadas na rede social do hospital, onde se podem ver que ele é aplaudido com a equipa médica e enfermagem em fila durante a saída.

PUBLICIDADE

Um momento emocionante, enquanto ele circulava de um lado com a placa numa mão e a outra fazia o sinal de “positivo”.Mas tudo acabou depressa demais após , dois dias a família de Rogério recebeu um telefonema, do mesmo hospital, dando a informação que o seu pai acabou por perder a luta contra a doença.

PUBLICIDADE

“Por coincidência parece que ele estava à espera que o meu irmão voltasse para casa para poder se despedir? Ele infelizmente nem foi enterrado com a dignidade que merecia, estava dentro de um saco de plástico devido ao vírus e levamos uma troca de roupa apenas para colocar sobre o corpo para simbolizar”, conta.

Ainda na mesma semana, o idoso saiu de casa para ir tomar a vacina contra a gripe. Uns dias depois, ele voltou a ter mais sintomas e levamos novamente na urgência.

Segundo a filha, ela conta que o pai foi levado como caso suspeito do novo coronavírus,para uma outra unidade , e foi medicado e regressou a casa.

“Já na quinta-feira, a minha mãe ligou em desespero e contou que o meu pai estava muito mal, que estava a precisar de fazer cuidados para respirar, porque estava ficando com muita falta de ar”, recorda.

Já muito debilitado e sem qualquer confirmação do novo coronavírus, o idoso foi novamente à UPH, e de lá foi levado para a mesma unidade onde esteve o filho. O internamento, ele teve que ser intubado, e colocado em coma induzido.

Já com o passar dos dias, ele teve uma grande piora no estado de saúde, e o vírus segundo a filha pode ter afetado os rins.

“Ele foi fumante ainda desde adolescente, mas já tinha largado há 20 anos. Os rins começaram a ficar comprometidos, e teve a confirmação que estava com o vírus. ”

Ainda quando ele estava a lutar pela vida, Andressa infelizmente viu o irmão a ter os mesmos sintomas e a ser internado. Ao se dar conta sobre o estado em que a família se estava a encontrar ,tentou logo evitar que a mãe e a outra irmã, que residiam na mesma casa com os dois não fossem também infectadas.

“Você receber uma notícia dessa que deu positivo, e assustador. Mas além disso acaba sendo um sentimento de angustia, porque o que você já sabe, é que essa doença está ali, na pessoa e ela vai fazer o possível e impossível para destruir a vida de qualquer humano.

Por fim o óbito foi registrado 00h20 de sexta-feira, depois de ter sofrido uma parada cardíaca. Infelizmente o enterro foi realizado apenas presente com os filhos e sem velório.

 

 

 

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!