Pastor aparece nas redes sociais, surgindo que os fiéis façam um “gargarejo” para que não peguem o Covid-19

Nesta sexta-feira(7), o site G1, escutou um dos especialistas em infectologista, Evaldo Stanislau, ele que confirma que o vídeo é um "transtorno", e que não existe qualquer estudo que comprove as falas ditas.

Mais um pastor dando notícia falsa sobre ajuda  para evitarem de pegar o novo coronavírus. Um pastor residente na Praia Grande, no litoral de SP, gravou um vídeo que acabou por se tornar viral, mostrando uma receita para que os fiéis”não peguem o coronavírus”, ele no vídeo cita três ingredientes.

Ele fala de uma mistura, que a pessoa gargareja, e fica livre de apanhar o novo vírus.Mas o video acabou por ganhar uma grande repercussão nas redes sociais, onde gerou uma grande discussão por o pastor dar informações consideradas falsas pelos especialistas, enganando assim o povo.

PUBLICIDADE

O vídeo original acabou por ser excluído, pelo próprio pastor, nesta quinta-feira(7). O pastor Waldeir de Oliveira, faz serviço na Praia Grande, e conta que o seu irmão reside nos Estados Unidos, e que ele enviou essa receita que era de um judeu.

Depois disso, ele então deu inicio à técnica diariamente.Ele recomenda que todas as pessoas, misturem apenas três ingredientes, Bicarbonato, limão e água morna.

PUBLICIDADE

Durando o cujo vídeo, que não está mais disponível, ele não conta que a receita, pode ser um método de cura, mas sim ajuda a evitar que a pessoa fique infectada com o vírus, se fizer o gargarejo.  Pastor alega ainda que nao existe nenhum estudo que comprove algo positivo.

“Você apenas precisa de fazer esse gargarejo, antes de deitar todos os dias, e você não irá pegar o vírus porque ele vai ficar durante quatro dias alojado na garganta. Faz você até acabar a água. Depois me conte os resultados”, diz ele na publicação.

Segundo o médico, n ao existe qualquer estudo que comprove que as afirmações do pastor são reais. “É triste, com tanta informação, já incluída essa fake news, que já foi negada em rede nacional, que uma pessoa deveria ter a responsabilidade de divulgar uma noticia dessas.

O médico diz ainda, que essas medidas se tratam de um desserviço para a população. O médico informa que não existe nenhuma pesquisa que fale sobre isso, e que nada que confirme o que foi dito no vídeo. Ainda faz alerta, para que toda a gente veja algo similar na internet.

“Tem que denunciar à rede social, para retirar do ar e bloquear a postagem”.

 

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!