Pastora que zombou do coronavirus e chamou o vírus de farsa morre por causa das complicações da doença ao ser infectada

O marido agora disse que quer fazer escolhas melhores no futuro.

Uma mulher que era pastora moradora da Flórida nos Estados Unidos acabou morrendo infectada pelo covid-19.

Seu marido, um motorista de táxi também não seguiu os conselhos recomendados pela saúde como prevenção para o coronavírus, pois acreditava que a doença não passava de uma farsa.

PUBLICIDADE

Brian Lee Hitchens e sua esposa Erin acreditavam que a covid-19 era uma conspiração disseminada na internet e que tudo seria uma farsa, que a doença não passava de apenas uma gripe e por esse motivo não seguiram as orientações da OMS e também não procuraram ajuda médica depois que foram infectados pela doença.

Os dois foram contaminados e a infecção se deu no mês de maio e eles foram internados, o homem se recuperou, mas a esposa de 46 anos que tinha comorbidades, pois era as mágicas e possuía distúrbios do sono ficou gravemente doente.

PUBLICIDADE

A mulher que era pastora morreu no mês de agosto devido a problemas cardíacos que estavam diretamente ligados ao coronavirus. O marido em uma entrevista disse que deveria ter acreditado, pois o vírus é uma ameaça real e que tem afetado as pessoas de formas diferentes, ele disse que não pode mudar o passado, só pode viver o hoje e pensar em fazer escolhas melhores para o futuro.

O taxista ainda disse que achava que o governo estava usando a informação da doença para desviar a atenção das pessoas e por isso eles não procuraram ajuda e nem acreditaram que o vírus fosse uma ameaça que poderia causar a morte de um deles.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.