Patrão instala câmera em banheiro feminino para assediar funcionárias

O empresário de Belo Horizonte foi preso

No último dia 08 de março, dia internacional da mulher, ironicamente um homem de 53 anos de idade foi preso em Belo Horizonte – MG, no bairro Buritis, por ser suspeito de instalar câmeras no banheiro feminino com a intencionalidade de filmar as funcionárias.

O empresário, dono de uma lava jato, teve uma de suas câmeras encontradas do lado do vaso sanitário pela equipe de Perícia da Polícia Civil do estado de Minas Gerais.

PUBLICIDADE

O boletim de ocorrência mostra que doze (12) mulheres prestaram queixa na delegacia, dando seus depoimentos e relatando que em outros momentos sofreram assédio sexual.

As mulheres que procuraram a polícia para relatar o caso também contam que eram ameaçadas de demissão quando questionavam o chefe por conta dos assédios. A situação só mudou quando uma delas encontrou a câmera no banheiro.

PUBLICIDADE

A funcionária que encontrou a câmera conta que estava desconfiada dessa existência porque o patrão dizia que sabia quando elas estavam menstruadas, qual o modelo de peça íntima que elas usavam e até mesmo a cor das peças.

Outra funcionária relatou que o patrão costumava falar coisas de cunho sexual e que já teria insinuado, inclusive, que eles tivessem relações sexuais.

Ainda, outra vítima conta que o patrão teria oferecido dinheiro para que ela e sua esposa ficassem com ele, uma quantia no valor de R$2 mil e que ambas negaram.

O caso foi enviado para a Delegacia da Mulher, que deve investigar as denúncias. Além da câmera ao lado do caso, outras duas foram encontradas, sendo uma no teto e uma atrás da porta.

 

 

Escrito por Graziela Hahn

Colunista jovem, interessada nos mais diversos assuntos e comprometida em ser verdadeira com as informações transmitidas ao leitor. Gosta de escrever, principalmente, sobre curiosidades da atualidade.