Polícia não descarta exame de DNA em várias pessoas da família da menina de 10 anos que sofreu abuso depois de que o tio suspeito acusou o avô e outro tio

A menina de 10 anos ficou grávida vítima dos abusos cometido por um tio de 33 anos.

Após o homem que abusou da sobrinha de 10 anos ser preso, a polícia do Espírito Santo além de realizar os exames não descartou a possibilidade de realizar exames para checar se a menina de 10 anos foi também abusada pelo avô.

A menina de 10 anos ficou grávida vítima dos abusos cometido por um tio de 33 anos, ele foi preso em Betim, o homem antes de ser preso pediu para polícia que da mesma forma que irão fazer um exame de DNA nele, que venham fazer também no avô da criança.

PUBLICIDADE

Por isso a polícia considera a possibilidade de realizar os exames em vários membros da família, o delegado Icaro Ruginski afirmou que há possibilidades de serem realizados exames na família, a polícia de São Mateus é que está investigando o caso e tomará essas decisões.

O tio de 33 anos, é apontado como praticante do crime, ele confessou e disse que era com consentimento dela, mas não existe como uma criança de 10 anos consentir, afirmou o delegado.

PUBLICIDADE

A polícia científica de Pernambuco através do Instituto de genética forense, em nota afirmou que amostras de DNA foram coletadas da menina de 10 anos, os exames estão em andamento e os resultados são extremamente importante para fazer parte do material do crime e de fundamental importância para apontar o autor do abuso.

O delegado em coletiva realizada no dia (18), disse que a menina foi ao hospital por sentir dores no abdômen, negou a possibilidade de exame de pré-natal, ela foi por causa dessas dores, os profissionais da saúde acharam por bem fazer o exame onde detectou a gravidez da menina e eles informaram a polícia.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.