Por medo de ‘se atrasar para férias’, médico faz parto às pressas bebê nasce sem batimentos e precisa ser hospitalizado

O médico usou de dois procedimentos arriscados para tentar o nascimento rápido da criança

Um médico obstetra responde processo por estar muito apressado para sua viagem de férias deixando criança ferida ao realizar o parto, o bebê por pouco não sobreviveu e os pais alegam ter sido negligencia do profissional.

O Dr Gerald W. Thorpe trabalha em Glasgow nos EUA, e em setembro do ano passado acabou sendo denunciado ao conselho segundo os jornais americanos a queixa foi de que o médico estava muito preocupado com o fato de perder seu voo já que estava saindo de férias naquele dia.

PUBLICIDADE

Durante o parto os pais da criança contam que ele dizia sempre que estava atrasado e uma enfermeira até mesmo comentou estar indo tudo bem até o momento em que ele resolveu usar o fórceps para ajudar no nascimento da criança.

No momento os pais disseram que confiavam nele e poderia fazer da maneira que achasse mais segura, ele então tentou por três vezes sem sucesso puxando com forca a cabeça do bebê e ao ver que não seria suficiente tentou fazer com outro dispositivo puxando a vácuo.

PUBLICIDADE

Após tudo isso outro médico foi chamado para assumir o lugar do profissional  sendo constatado o nascimento da criança já sem batimentos após procedimentos o bebê voltou a respirar e precisou ser hospitalizado com convulsões e uso de muitos medicamentos.

O hospital diz que o médico foi prontamente retirado do quadro de funcionários e uma ordem judicial foi emitida impedindo que ele continue exercendo a profissão como obstetra, não se sabe como está a saúde da criança.

 

Escrito por Julia Carolina

Gosto sempre de trazer novidades e curiosidades para manter o publico informado no dia dia, sigo a linha de noticias infantis e voltadas ao publico materno, alem de receitas e remédios caseiros.