Porteiro entra com ação de injúria racial contra morador de prédio após ser chamado de lixo e negão folgado

O porteiro Fábio Souza Maciel, de 37 anos, denunciou uma agressão verbal por parte de um morador do condomínio em que trabalha, em Vargem Grande Paulista, na região metropolitana de São Paulo.

Fábio Souza Maciel de 37 anos é porteiro de um prédio em Vargem Grande Paulista região metropolitana de São Paulo.

Ele denuncia um morador que o agrediu verbalmente, o funcionário relatou que a discussão aconteceu na última terça-feira (30), o morador queria pegar uma encomenda que não tinha sido ainda cadastrada, ela deveria passar por certo processo primeiramente.

PUBLICIDADE

O morador do condomínio passou a ofender, Fábio conta que entrou com uma ação civil e penal contra o morador do condomínio.

Fábio disse que pediu um tempo para ele, a portaria é muito corrida muitas coisas para fazer para que ele pudesse estar separando esse material e o entregava, mas o morador queria na hora não entendia que precisava esperar e começou a ofender Fábio.

PUBLICIDADE

O chamou de analfabeto, de ignorante, de preguiçoso e de negão folgado, o porteiro conta que após ter acontecido essa discussão ainda não voltou ao trabalho, está uma situação muito chata.

É pai de família e os filhos a esposa estão chorando por causa do que aconteceu, ele está bastante abalado.

No vídeo é possível ver o morador do prédio chamando o porteiro de lixo, diz para ele trabalhar em outro lugar, chama de preguiçoso que não deveria estar ali, disse que não iria chegar em lugar nenhum na vida, era folgado negão.

Foram muitas as palavras de ofensa lançadas contra Fábio, o morador foi procurado para falar sobre as agressões verbais mas ainda não respondeu, Fábio diz que irá entrar na justiça por danos morais.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.