Pouco antes de velório, funerária percebe que bebê que foi declarado morto estava respirando

Um funcionário da funerária percebeu que o bebê estava vivo quando o arrumava na urna infantil, e notou seu coração batendo

Uma gravidez que aconteceu de surpresa, um parto de forma inesperada e um bebê vivo depois de ter sido declarado morto. Essa é a inusitada história que aconteceu nessa última terça-feira, dia 28, em Ariquemes, interior de Rondônia. Uma jovem que tem 18 anos deu à luz um bebê, sem nem mesmo saber que estava grávida.

Em meio ao susto e a correria, a família levou o menino a uma unidade de saúde do município, onde a declaração foi a de que ele já nasceu sem vida.

PUBLICIDADE

Uma casa funerária então, fez o recolhimento do “corpo” e, realizando os últimos preparativos para que acontecessem, o velório e enterro, um dos funcionários do local notou que o coração da criança batia muito forte. Imediatamente eles retornaram para o hospital e todos os cuidados médicos tiveram início.

De acordo com informações da família, o estado atual de saúde do garoto é dado como estável. Ele nasceu prematuro, pesando cerca de um quilo e com 5 meses.

PUBLICIDADE

Francisco Torquato foi o agente funerário que percebeu que o bebê estava vivo na verdade. Quando ele foi ao hospital, para examinar o “corpo” do menino, recebeu um laudo médico que informava que o garoto se tratava de um “natimorto”, que se trata de um termo técnico dado a um feto que veio a óbito. Estava especificado também que o menino tinha mais de 20 semanas.

“Levei o bebê para a funerária, mas ele não estava frio, ou mudado de cor. E isso me deixou curioso. Precisamos de tomar muito cuidado nesse tipo de situação, quando afirmam que a criança já nasceu morta. Fui mexê-lo para ajeita-lo na urna e notei que o coração dele batia”, explicou ele.

“Já vi muita coisa, mas isso me deixou impressionado. Eu sou pai, então isso foi um susto e um ao mesmo tempo um alívio imenso em ter salvo essa criança, e isso só se deu, pelo fato de que a gente trata as pessoas que vem para essa funerária, com muita atenção e devido respeito”, finalizou.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.