Prefeitura de Manaus tem acréscimo de 50% na demanda do cemitério e faz mais valas para enterrar vítimas da Covid-19

Infelizmente houve um acréscimo de 50% na demanda do cemitério desde que começaram a morrer pessoas positivas com o novo coronavirus.

Depois de uma denúncia ouve a instalação de containers frigoríficos para armazenar os corpos de vítimas de Covid- 19 em Manaus e a prefeitura informou que nesta terça-feira (21) o cemitério ganhará mais valas comuns que serão separadas por trincheiras para enterrar às vítimas do coronavirus.

As valas serão feitas no cemitério Nossa Senhora Aparecida que fica na zona oeste da capital, Manaus já teve um número grande de mortos por coronavirus, um registro de 156 mortes com 2160 casos confirmados.

PUBLICIDADE

O número de mortes que está aumentando rapidamente no estado fez que a prefeitura decidisse fazer mais dezenas de novas covas no cemitério para receber essas vítimas.

Infelizmente houve um acréscimo de 50% na demanda do cemitério desde que começaram a morrer pessoas positivas com o novo coronavirus.

PUBLICIDADE

De acordo com informações os cartórios da capital também estão trabalhando de maneira especial para atender a alta demanda de certidão de óbito.

A prefeitura também informou que para tomar todas as precauções necessárias e por causa do grande número de sepultamentos que está acontecendo no cemitério a Secretaria Municipal de Limpeza Urbana preferiu adotar a medida de trincheiras para que os enterros das vítimas de coronavirus aconteça.

Essa medida já teria sido adotada em outros países preservando a identidade dos corpos e também os laços familiares, existe um distanciamento entre os caixões e também da identificação das sepulturas. Essa medida foi adotada por causa da alta demanda de corpos no cemitério Nossa Senhora Aparecida.

As câmeras também estão sendo utilizadas para armazenar os caixões enquanto isso os familiares esperam pelo momento que será liberado o enterro e não há necessidade do veículo da funerária ficar parado ali aguardando a liberação dos corpos.

Os contêineres frigoríficos também foram instalados depois que um vídeo mostrou corpos de suspeitas de vítimas com Covid-19 ao lado de pacientes que estavam internados.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.