Presidente fala sobre prolongamento do auxílio emergencial

O Presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (5), que “Não dá mais para continuar com o auxílio emergencial por muito tempo”, por causa do grande custo benefício para a economia no país.

O benefício foi liberado para pessoas que estão sem trabalho fixo e nessa pandemia por conta do coronavírus não estão podendo trabalhar.

Esse valor de 600,00 e 1.200 para mães solteiras e o que está ajudando muito a vida dessas pessoas que se não fosse esse dinheiro não teria nem o que comer.

PUBLICIDADE

Mas agora perto de finalizar o benefício muitas pessoas que dependem desse valor mensal para sobreviver estão muitos preocupados em deixar de receber esse valor.

Uma equipe econômica está estudando em liberar até dezembro o auxílio emergencial porém com redução do valor, já que o país está quebrado por causa da pandemia e não tem mais de onde tirar dinheiro.

PUBLICIDADE

O Presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (5), que “Não dá mais para continuar com o auxílio emergencial por muito tempo”, por causa do grande custo benefício para a economia no país.

Por mês custa cerca de 50 bi, para pagar os beneficiários do auxílio, e que a economia tem que funcionar já que alguns governadores de estabelecimentos ainda preferem manter tudo fechado.

Disse o presidente na entrada do palácio da alvorada, depois de alguns dos seus apoiadores agradecer ao presidente o auxílio emergencial por conta da pandemia no país.

Ele ainda concluiu falando que alguns defendem o auxílio emergencial permanente, só que esses mesmo quebrou o estado deles e agora são a favor da continuação do auxílio.

O auxílio emergencial já demanda um valor de 254,2 bilhões que representa a medida mais cara do pacote anti-crise.

O programa foi criado na intenção de durar 3 meses porém já foi prorrogado para mais 2 meses.

Escrito por Hosana Oliveira

Sou uma redatora que procura sempre estar bem informada do que esta acontecendo na mídia, faço do meu trabalho um aprendizado a cada dia