Presidente da Fundação Palmares diz que movimento negro é uma “escória maldita” e “mãe de santo macumbeira”

Sérgio Camargo criticou esquerdistas que tentariam prejudicar sua atuação no órgão

O presidente da Fundação Palmares, Sergio Camargo, disse que esse movimento negro é como uma “escoria maldita” e que são “vagabundos”, durante uma reunião privada que foi feita no dia 30 de abril.

Durante uma conversa com os funcionários do órgão que esta ligado a Secretaria de Cultura do governo do presidente Jair Bolsonaro, Sergio acabou se queixando da ação dos esquerdistas que supostamente estavam infiltrados na fundação e que acabou incentivando os seus subordinados a os entregarem, para que pudessem ser demitidos.

Logo em seguida, ele fala sobre a suspeita de que os integrantes do movimento negro são os responsáveis pelo sumiço do seu próprio celular corporativo, de acordo com as informações que foram divulgadas no jornal. “Alguem quer me prejudicar…Quem seria? São os vagabundos do movimento negro, esse pessoal do movimento negro. Essa escoria maldita”.

PUBLICIDADE

Escrito por V Guimarães

Colunista de todos os assuntos, como tv, famosos, culinaria, medicina, filmes, series, saude, bem-estar, lazer. Gosto de todos os assuntos