Professora recebe duro castigo após afirmar que a menina de 10 anos que engravidou do tio foi bem paga: ‘não foi nenhuma violência’

Ela foi demitida logo após fazer esse comentário maldoso.

O caso da criança de 10 anos que ficou grávida após ser violentada pelo próprio tio continua causando discussão na web.

Quando tudo foi revelado ao público, muitas pessoas usaram as redes sociais para se manifestar em relação ao assunto.

PUBLICIDADE

Uma professora identificada como Eliana Nuci de Oliveira acabou perdendo o emprego após um comentário completamente maldoso a respeito de toda essa barbárie.

Ela usou uma rede social para afirmar que a criança estava sendo muito bem paga para se deitar com o próprio tio. A professora se embasou no fato de que os abusos acontecem há cerca de 4 anos, ou seja, desde quando a criança tinha apenas 6 anos de idade.

PUBLICIDADE

Após esse comentário a professora se tornou alvo de ataques nas redes sociais. O secretário Rossielli Soares da Silva demitiu a servidora assim que tomou conhecimento dos fatos. Rossielli afirmou que a professora deveria defender as crianças pequenas. Ele também mostrou repúdio a qualquer um que de alguma forma possa defender a violência contra menores indefesos.

Entenda o caso:

A criança estava sendo abusada pelo próprio tio desde quando tinha apenas 6 anos de idade. Sendo assim, por 4 anos ela sofreu esse tipo de violência. A criança acabou engravidando. O tio foi preso.

A justiça autorizou que a gravidez da criança fosse interrompida. Diante da decisão o grupo católico denominado ‘Pró Vida’ foi para frente do hospital e começou a ofender o médico responsável pela interrupção da gravidez da menina. O grupo chamava o médico de assassino.

O procedimento foi concluído com sucesso e a criança já recebeu alta do hospital e passa bem.

 

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.