Publicitário e empresário ligados à Bolsonaro são alvos da Polícia Federal

Mandados contra publicitário e empresário foram determinados pelo ministro Alexandre de Moraes.

A Polícia Federal deflagrou nesta terça feira(16) pela manhã, uma ação com mandato de busca e apreensão contra dois aliados e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, ligados ao partido que o presidente pretende criar, o Aliança pelo Brasil.

São eles: o publicitário Sérgio Lima e o empresário Luís Felipe Belmonte. Ambos atuam com Bolsonaro na criação do seu novo partido e são investigados de injetarem dinheiro nessa criação.Luís Felipe, também é dono de um time de futebol na cidade de Brasília.

PUBLICIDADE

Além deles, o deputado federal bolsonarista Daniel Silveira(PSL-RJ) e o blogueiro Allan dos Santos, dono do canal Terça Livre também foi alvo da polícia.

Daniel é um velho conhecido da mídia por ter quebrado uma placa que homenageava a vereadora Marielle Franco, num comício do então candidato ao governo do estado do rio, Wilson Witzel.

PUBLICIDADE

Alexandre de Moraes, o ministro do Supremo Tribunal Federal(STF) foi quem autorizou as buscas e apreensões dentro do inquérito que faz parte as investigações sobre a realizações de atos antidemocráticos, na qual o ministro é o relator.

São 21 mandatos no total e existem alvos em vários estados brasileiros como Rio de Janeiro, Minas Gerais, Santa Catarina , Maranhão , São Paulo e Brasília.

Essa ação tem como objetivo descobrir, levantar provas sobre quem financia e organiza tais atos contra a democracia, atos esses que ameaçam a ordem e as instituições como o congresso e o STF, o que é completamente inconstitucional.

A ação de hoje foi batizada com o nome de Lume, que faz uma analogia à iluminados, ou seja , uma referência à necessidade de investigar e iluminar os crimes cometidos por essas pessoas afim de mostrar, revelar toda a verdade para a sociedade.

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.