Quem furar a fila de vacinação da COVID-19 Em Guarulhos pode ser preso, solicita Ministério Público

O pedido que foi assinado pelo promotor de Justiça Nadim Mazloum diz que a municipalidade tem que orientar todos os servidores, em caso de tentativas de fraude, no exato momento deverá acionar a polícia militar ou a guarda municipal, e a prisão deve ser efetuada no mesmo momento.

 

Foi informado pela Prefeitura de Guarulhos que irão seguir todas as recomendações que foram feitas pelo Ministério Público, que é encaminhar todos aqueles que cometerem fraudes a polícia para ocorrer a prisão em flagrante.

PUBLICIDADE

 

Leia também fatos marcantes da semana passada

 

Na semana passada, uma médica veterinária compartillhou nas redes sociais que fraudou o sistema da vacinação e que tomou três doses do imunizante contra o Coronavírus. Jussara Sonner foi imunizada com as duas doses da Coronavac no mês de fevereiro e março na UBS Vila Fátima, localizada em Guarulhos, e decidiu tomar a dose única da vacina Janssen em Uirapuru na UBS, na quarta-feira, dia 30.

PUBLICIDADE

 

Foi aberta uma investigação para apurar a fraude cometida pela veterinária. Além disso, ela também é peça chave de apuração da Secretaria da Justiça e Cidadania,  que anunciou nesta sexta-feira, dia 2, que segue investigando cerca de 19 pessoas que fraudaram para se vacinarem contra o novo Coronavírus em São Paulo.

 

O MP de São Paulo também decidiu abrir, no começo do mês de janeiro, 55 investigações formais para apurar denúncias de pessoas que furaram a fila.

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.