Racismo: Mulher de 33 anos é presa em shopping por chamar mulher negra de “macaca mal-educada” gritando várias vezes

Uma estudante de Direito filmou o momento da agressão verbal.

Uma mulher de 33 anos que foi identificada como Luciene Braga foi presa na noite da última quinta-feira em frente a um shopping na Zona Norte do Rio de Janeiro por racismo.

Luciene chamou uma mulher negra de macaca mal-educada várias vezes enquanto a mulher estava esperando por uma amiga na porta do shopping e falava ao telefone.

PUBLICIDADE

Depois que Luciane Luciene viu que a reação das testemunhas foi a mais ruim possível ela correu fugindo para dentro do shopping onde se escondeu dentro do banheiro do estabelecimento.

Logo depois que saiu do banheiro Luciene foi levada pelos seguranças até uma cabine da polícia e lá atacou um dos policiais perguntando: O que foi? Ta com raiva, tu é negro também?

PUBLICIDADE

Logo em seguida Luciene ameaçou um dos seguranças e as testemunhas também, ela disse em voz alta que todos pagariam pelo o que estavam fazendo e que não adiantava armar uma cilada para ela.

A estudante de direito identificada como Nathália Hybner de 21 anos disse que esteve presente durante as agressões da mulher racista, através de seu perfil em sua rede social a estudante contou tudo que aconteceu em frente ao Shopping e acusou Luciene de racismo e disse que no passado na cidade de Caxias Luciene teria cometido o mesmo crime.

A estudante de direito disse que autora das agressões chamou a vítima de macaca por diversas vezes e gritando entrou no shopping onde se escondeu no banheiro. Então ela que testemunhou toda a cena foi atrás dela e entrou em contato com os seguranças para conduzir a mulher até a polícia.

Nathália disse que foi ao Shopping para trocar uma roupa e logo que estava saindo se encontrou com a mulher que falava no telefone e pensou que ela tinha gritado com ela e quando viu que Nathália filmava tudo tentou derrubar o celular.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.