Relaxamento da quarentena pode causar nova onde de Covid-19 no mundo com abertura dos comércios e pode gerar novo isolamento social no futuro

Especialistas dizem que pode haver um aumento considerado e precise de novas restrições no futuro.

A Índia que teve o número reduzido de contaminações da covid19, mas na sexta-feira dia 12 foi anunciado uma segunda onda de infecções da covid19.

Um aumento diário tem posto em alerta o crescimento na Europa, hà também notícias que nos Estados americanos, leitos estão sendo ocupados com mais rapidez, no Reino Unido também teve um momento considerável na última 24 horas.

PUBLICIDADE

Segundo as autoridades de saúde, o temor é que os alguns países possam suspender as restrições antes do momento devido, tentando recuperar a economia e venham infectar mais pessoas com covid19 e tenham que fechar novamente as portas do comércio.

Nesta quinta-feira dia 11, foi anunciado que Wall Street teve uma das maiores quedas o medo de uma recaída, todo o mundo está tendo uma grande perda econômica, na China foi registrado dois novos casos de covid-19, após o governo liberar os estudantes para que voltasse às aulas.

PUBLICIDADE

Na China e na Índia estão liberando parte do comércio, escritórios, shopping centers, transporte público, após 70 dias de confinamento embora as autoridades da Saúde, tenham mostrado que o país está na semana da curva achatada e pode haver uma crescimento da infecção no país, nesta semana o país mostrou alguns casos novos de coronavírus.

A Índia tem se tornado um dos quatros países mais atingidos do mundo, se acredita que haverá um novo isolamento no país, embora tenha diminuído as infecções.

Especialistas dizem que pode haver um aumento considerado e precise de novas restrições no futuro, no Reino Unido o número cresce porque o governo tenta relaxar as medidas de restrições, ao mesmo tempo que combate o vírus.

Especialistas tem enfatizado a importância do distanciamento, higienização das mãos, uso de máscaras para evitar que a contaminação seja maior, representantes da Organização Mundial de Saúde, falou em uma cerimônia realizada em Genebra, que o ressurgimento do vírus na Europa é uma ameaça real.

 

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.