Revelado o verdadeiro motivo de homem ter matado uma menina de apenas seis anos

O corpo de Kauani Christiny foi encontrado em uma vala a dez quadras de sua casa

O suspeito do assassinato da Kauani Cristhiny, de 6 anos, confessou à polícia a autoria do crime. A confissão foi feita nessa terça-feira (23).

O autor do crime é um homem de 28 anos e, de acordo com o seu relato, a criança foi retirada da casa em que vivia com a sua família ainda dormindo.

PUBLICIDADE

O crime aconteceu na cidade de Mongaguá, no estado de São Paulo. De acordo com o criminoso, a motivação para o homicídio foi uma vingança.

Os dados supracitados foram confirmados pela Polícia Civil. Além dessas informações, até o presente momento sabe-se que a garota foi encontrada seminua na vala em questão.

PUBLICIDADE

Entretanto, apesar das evidências apontando para um possível estupro, o suspeito nega que tenha cometido tal ato ou mesmo machucado a criança de alguma forma.
De acordo com o seu depoimento, Kauani foi estrangulada até o morte.

A respeito do possível estupro, a polícia relata que a confirmação do fato só será possível após o resultado dos exames de corpo de delito, que deve sair ainda nessa terça-feira, uma vez que o corpo de Kauani já se encontra do IML para ser submetido a tais procedimentos.

Rui de Matos, o delegado titular da Delegacia de Polícia de Mongaguá, afirma que outras duas vítimas do homem apareceram recentemente.

Elas afirmam ter sido estupradas por ele, o que corrobora a teoria de que Kauani também teria sido.

Identificado a partir de filmagens.

Kauani Cristhiny foi localizada pela polícia a apenas dez quadras do local onde vivia com a sua mãe e o seu irmão. O autor do crime é um morador de rua.

O que permitiu a identificação do homem foram imagens fornecidas a partir de câmeras de monitoramento da região na qual o crime ocorreu.

As imagens em questão revelaram uma movimentação estranha na madrugada do dia 17 de abril, ocasião em que Kauani foi sequestrada.

Ao ser questionado pela polícia, o então suspeito do crime afirmou ter deixado Kauani em uma vala.

Após os eventos descritos, os policiais verificaram que o homem esteve na casa de Kauani na noite anterior ao crime.
A garota e sua família vivem em um imóvel ocupado, que anteriormente era utilizado como restaurante. O motivo para que o homem estivesse no local nessa ocasião era uma festa.

De acordo com o criminoso, ele não consegue se lembrar como a confusão que o deixou “revoltando” teria se iniciado, mas afirma que foi motivada pelo consumo excessivo de álcool.

E você, o que pensa a respeito de tudo isso? Lembre-se de deixar o seu comentário.

Sua opinião é de grande importância para a nossa equipe e sempre ajuda no diálogo de temas com imensa relevância para toda a nossa equipe.

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]