Rompimento de barragem em Rondônia deixa 100 famílias isoladas

Machadinho D'Oeste faz parte do arco de desmatamento amazônico.

As autoridade de Rondônia anunciaram mais uma tragédia envolvendo rompimento de barragens, dessa vez o fato aconteceu na barragem de Machadinho D’Oeste, que se rompeu causando destruição no distrito de Novo Oriente, município a pouco mais de 350 quilômetros de Porto Velho, capital de Rondônia.

O rompimento foi causado pelo excesso de chuva que atingiu a região nos últimos dias. De acordo com as informações que foram repassadas pelo comandante da Polícia Ambiental, Washington Soares Francisco, neste sábado dia 30 de março, na área afeta há pelo menos 100 famílias que estão isoladas, a região é de difícil acesso e houve destruição de pontes e dos demais acessos a esta comunidade. A Polícia ambiental segue investigando a causa do rompimento.

PUBLICIDADE

A barragem se rompeu após a forte chuva que atingiu a região e todo foram surpreendidos com a brutal tromba d’água. Segundo o comandante da Polícia Ambiental, Washington Soares Francisco, as famílias ficaram isoladas devido à queda de sete pontes que foram destruídas pela força da água.

Barragem rompeu nesta sexta-feira 29 em um distrito de Machadinho DOeste Foto DivulgaoPolcia AmbientalAriquemes é um município brasileiro do estado de Rondônia. Fundado em 21 de novembro de 1977, seu nome é uma homenagem a tribo extinta de indígenas Arikeme, habitantes originais dessa região, estes índios falavam o txapakura, pertencente ao tronco linguístico tupi.

PUBLICIDADE

Ainda na manhã deste sábado (30), uma equipe de perícia da Polícia Civil com apoio da aéreo do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), iniciou sobrevoo no local atingido para estimar os danos causados pelo rompimento da barragem.

A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental de Rondônia (Sedam) informou que o material derramado é formado por areia e argila, sem a presença de metais pesados. De acordo com a pasta, não há risco de contaminação.

A barragem é proveniente da mineração de cassiterita. A mineradora MetalMig atua desde 1970 na localidade. Ainda segundo Sedam, a empresa está com as licenças ambientais e de operação em dia.

Nas redes sociais os internautas se manifestam preocupados com a situação, em todos os estados onde ainda existem as Vales, barragens e também mineradoras sempre haverá temor de que ocorra tragédias ou catástrofes mesmo as autoridades dizendo que tudo esteja sob controle.

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]