Ruan Baldinelli é o morador mais jovem a morrer com COVID-19 em Jundiaí

O paciente foi internado no Hospital São Vicente de Paulo no dia 8 de maio e teve a morte registrada no domingo (17). O rapaz foi a 30ª morte na cidade.

Edvaldo Baldinelli, pai do cabeleireiro Ruan Baldinelly de 26 anos, morador mais jovem que morreu da decorrência do coronavírus em Jundiaí São Paulo. Em uma entrevista o idoso e taxista se emociona ao se lembra do filho carinhoso e dedicado, mas perdeu o filho para essa doença.

De acordo com o pai, Ruan foi internado no hospital São Vicente de Paulo no dia 8 de maio, no dia 17 teve a morte registrada, o rapaz de 26 anos foi a trigésima pessoa a morrer na cidade por COVID-19.

O taxista, que já está nessa profissão há 29 anos, tem muitas histórias para contar de passageiros, de situações adversas, enquanto dava a reportagem ele não pode conter o choro ao falar do filho, ele era um rapaz empreendedor, trabalhador, sempre dedicado a família, tinha um salão na Vila Rami e se tornou conhecido das pessoas Jundiaiense.

O pai disse que sempre recebe mensagem de pessoas solidárias, com palavras de conforto para ele e a família, não sabíamos que ele era tão querido. Edvaldo disse que seu filho tomou todos as medidas necessárias de prevenção quando ouviu falar sobre a circulação do vírus, ele evitava ao máximo sair de casa, quando saía sempre usava máscara, ao abriga o estabelecimento, os clientes tinham que usar máscara e passar álcool em gel nas mãos.

Escrito por Marcos Antonio Martins

Marcos Martins, é mineiro da gema, nasceu no dia 30 de abril 1975, tem dois filhos lindos que não sabe se parece com ele ou com sua esposa, é cheio de defeitos, mas as qualidades são perceptíveis.