Ruan Baldinelli é o morador mais jovem a morrer com COVID-19 em Jundiaí

O paciente foi internado no Hospital São Vicente de Paulo no dia 8 de maio e teve a morte registrada no domingo (17). O rapaz foi a 30ª morte na cidade.

Edvaldo Baldinelli, pai do cabeleireiro Ruan Baldinelly de 26 anos, morador mais jovem que morreu da decorrência do coronavírus em Jundiaí São Paulo. Em uma entrevista o idoso e taxista se emociona ao se lembra do filho carinhoso e dedicado, mas perdeu o filho para essa doença.

De acordo com o pai, Ruan foi internado no hospital São Vicente de Paulo no dia 8 de maio, no dia 17 teve a morte registrada, o rapaz de 26 anos foi a trigésima pessoa a morrer na cidade por COVID-19.

PUBLICIDADE

O taxista, que já está nessa profissão há 29 anos, tem muitas histórias para contar de passageiros, de situações adversas, enquanto dava a reportagem ele não pode conter o choro ao falar do filho, ele era um rapaz empreendedor, trabalhador, sempre dedicado a família, tinha um salão na Vila Rami e se tornou conhecido das pessoas Jundiaiense.

O pai disse que sempre recebe mensagem de pessoas solidárias, com palavras de conforto para ele e a família, não sabíamos que ele era tão querido. Edvaldo disse que seu filho tomou todos as medidas necessárias de prevenção quando ouviu falar sobre a circulação do vírus, ele evitava ao máximo sair de casa, quando saía sempre usava máscara, ao abriga o estabelecimento, os clientes tinham que usar máscara e passar álcool em gel nas mãos.

PUBLICIDADE

Mas mesmo com todo esse cuidado, ele foi diagnosticado com covid-19, afirmou que não acredita que ele foi infectado no salão, pois ninguém que trabalha com ele foi diagnosticado com essa doença.

Os primeiros sintomas surgiram com uma tosse, ninguém suspeitou que se tratava de coronavírus, em poucos dias o jovem precisou procurar atendimento no hospital de Jundiaí, foi   internado e entubado, ele não tinha nenhuma doença pré-existente.

Muitas pessoas quando ouviram falar que ele estava entubado, disseram que em 15 dias estaria recuperado porque ele era jovem, mas a realidade é que ele foi piorando, o pulmão ficou comprometido e em pouco tempo ele foi vencido pelo vírus.

O pai disse com lágrimas nos olhos, que isso destroçou a sua família, Ruan morava sozinho, mas sempre estava presente, aonde chegava as pessoas riam, por que era um menino muito alegre.

A família fez os exames e todos eles deram negativo para coronavírus, a única pessoa que precisou ser internada foi o namorado de Ruan, mas já apresentou melhora e está fora de risco, o pai finalizou dizendo que as pessoas precisam se cuidar, levar a sério, usar a máscara e evitar as aglomerações.

A região de Jundiaí até a manhã desta quinta-feira dia 21, contabilizou mais de 800 casos de coronavírus e mais de 60 mortes.

 

Escrito por Marcos Antonio Martins

Marcos Martins, é mineiro da gema, nasceu no dia 30 de abril 1975, tem dois filhos lindos que não sabe se parece com ele ou com sua esposa, é cheio de defeitos, mas as qualidades são perceptíveis.