‘Sair da China por causa de surto seria desistir um sonho’: disse o brasileiro que apesar de tudo decide ficar em Wuhan

O jovem Miguel Manacero abandonou sua cidade em Guapiaçu no interior paulista no passado mês de agosto e assim aprender a língua local, o mandarim na Universidade local de Hubei.

Desde novo começou a aprender o idioma de mandarim. E logo nessa altura se apaixonou pelo kung fu, arte marcial que todos os jovens da idade dele gostavam de aprender.

A partir dessa altura toda a sua curiosidade e interesse pela cultura chinesa foram crescendo e se tornando um sonho. Falou ele. Mas que neste momento sair da china estava fora de questão e comprometer seu curso de mandarim.

Com o curso terminado é mais fácil chegar a uma bolsa de estudos, para conseguir uma graduação no futuro. No caso se tivesse voltado para o Brasil sua família não saberia responder quando seria possível voltar de novo á China e retomar seus estudos de graduação.

Embora esteja consciente que é muito perigoso ficar na cidade chinesa Miguel Manacero continua focado a realizar seu sonho de menino sem pensar muito no grande risco que corre.

 

 

 

 

Via: bbc.com

Escrito por Dália Maria

Gosto de escrever sobre vários assuntos da atualidade, mas dou preferência á saúde e receitas. Esse é o meu foco.