Surgiu nova queixa internacional por conta do presidente Jair Bolsonaro que está à frente da pandemia do covid-19

Nos países baixos, Bolsonaro tem sido alvo de diversas queixas criminais em Haia. O pedido ainda não foi aceito pois está sendo analisado. O Advogado Geral de União ( AGU ) se pronunciou dizendo que só vai se manifesta quando for intimado para estar no tribunal

O Tribunal Penal Internacional, recebeu algumas representações criminal feita pelos profissionais da área de saúde neste domingo 26 de julho. A denúncia foi feita por conta do posicionamento do presidente Jair Messias Bolsonaro, mediante de seu posicionamento durante a pandemia do Covid-19.

Os trabalhadores da área de saúde pediu para que seja analisado e aceito o protocolo de coalização sindical. A queixa foi endereçada para procuradora chefe da Corte Fatou Bensouda.

PUBLICIDADE

Segundo a Advocacia Geral da União, ela só vai se manifesta quando houver uma intimação.

Na queixa os profissionais da área de saúde relataram que o presidente Jair Bolsonaro cometeu diversos crimes contra todos por meio de “grandes falhas e diversas mortes durante a pandemia do novo coronavírus”.

PUBLICIDADE

“Os crimes que foram cometidos estão claramente confirmado, pois aponta que tem ações omitidas do atual presidente Bolsonaro, infelizmente tem afetado gravemente a saúde da população tanto mental tanto física e essas ações tem colocado toda população em alta possibilidade de contaminação ao vírus e com possível propagação descontrolada e altos riscos dos números de mortos aumentar.

O comportamento do presidente em relação a todas orientações das autoridades de saúde internacional, tem sido muito impensado e bastante irresponsável, relata a ação.

Nos Países Baixos em Haia, está localizado o Tribunal Penal Internacional onde julga-se grandes violações dos direitos humanos, um breve exemplo é grandes crimes de guerra e contra a humanidade.

Já são 87.052 mortos pelo novo coronavírus no Brasil, este número de mortos foram somados até dia 26 de julho as 20 horas, houve um levantamento juntamente com às secretarias estaduais de saúde e nele foi possível ver os veículos da imprensa no consórcio.

 

 

 

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.