Tragédia em Taguaí: Costureira que morreu em acidente entre ônibus e caminhão, tinha vencido a batalha de 14 tumores, conta a mãe

Vítima mortal do acidente que ocorreu em Itaí, teria superado vários tumores, a mãe relata tudo.

A mãe de Fernanda Stefany Silva, de 23 anos que é uma das vítimas que morreu no acidente entre o ônibus e o caminhão. Numa camiseta estampada, ela tem um trecho que música “Girassol”, que foi o humorista Whindersson Nunes, que fez a composição quando perdeu o seu amigo sertanejo Gabriel Diniz.

Essas mesmas palavras, foram estampadas em diversas camisetas da família da jovem, quando a paciente foi curada de catorze tumores, que estavam espalhados pelo corpo. Residente em Itaí (SP), ela foi uma das mais de duas dezenas de vítimas do acidente do passado 25 de novembro.

PUBLICIDADE

A jovem, costureira residia com a mãe, e mais três irmãos, no Centro da cidade. Após o dia da tragédia, Rosimeire Silva, em entrevista contou que arrumou o quarto da filha com objetos pessoais e fotos. Segundo um parente próximo, o quarto vai se manter intacto, para guardar a memoria de Fernanda.

PUBLICIDADE

Ela era muito animada e extrovertida. A vida dela sempre foi dar risada. Tudo o que ela queria era brincar. Ate durante a batalha contra o câncer, ela vivia sorrindo.

Fernanda, trabalhava na empresa de têxtil, numa outra cidade apenas há 2 meses. Segundo a mãe, ela esta muito feliz, nesta nova fase da vida dela: curada do câncer, e empregada. Foi o final das viagens entre Itaí e Jaú, onde realizou mais de vinte sessões de fisioterapia, e diversas radioterapia.

A jovem tinha descoberto que estava doente, quando foi fazer uma consulta de rotina, no posto de saúde, na altura tinha vinte anos. Na altura, o médico sentiu “caroços”, no pescoço, e de imediato ordenou que a vítima realiza-se vários exames. Um dos nódulos, estava a prejudicar a circulação de sangue, no pescoço.

Além disso ela também possuía ,entre o pulmão, tórax e dois no intestino e dez na área do pescoço. Atualmente, nós estávamos muito felizes, ela teve alta, e a doutora falou que ela estava curada. Mas logo após a cura, o cabelo voltou a crescer, já estava pelo ombro.

Fernanda, estava namorando, segundo conta a mãe, e tinha o seu maior sonho de comprar uma casa para dar mais conforto à família. Fernanda, foi sepultada em Itaí, no mesmo lugar onde estava a sobrinha, que faleceu quase quatro semanas após o nascimento.

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!