Uber lança entrega de mercadorias na América Latina

Nessa terça-feira, a empresa de tecnologia e transporte Uber aumentou ainda mais suas ofertas de entrega, lançando um novo serviço de compras baseado em aplicativos em várias cidades situadas na América Latina e no Canadá.

No começo da semana, a empresa de tecnologia e transporte Uber angariou ainda mais suas ofertas de serviços, lançando um novo serviço de compras baseado em aplicativos em várias cidades situadas na América Latina e no Canadá.

Esse é um projeto que continuará com os Estados Unidos a seguir essa tendência ainda no final desse mês.

PUBLICIDADE

A mais recente investida da empresa no ramo de entregas está em focada principalmente em uma parceria com a ampresa Cornershop, uma fornecedora de supermercado online chilena na qual a Uber detém participação majoritária desde outubro.

Clientes em Montreal e Toronto do Canadá, onze cidades brasileiras, incluindo Rio de Janeiro e São Paulo, quatro cidades chilenas, Bogotá da Colômbia e Lima do Peru poderão encomendar mantimentos em lojas e redes locais por meio do aplicativo Uber Eats.

PUBLICIDADE

No Canadá, as compras podem ser feitas nas grandes redes Walmart e Metro.

Um lançamento nas cidades dos EUA é esperado no final de julho, começando com comerciantes regionais em Miami e Dallas, disse uma porta-voz da Uber.

A empresa informou que possuia cerca de 9.500 comerciantes ativos, com pedidos de produtos de conveniência e supermercados aumentando mais de 176% desde fevereiro na plataforma Uber.

O esforço de entrega de compras da Uber ocorre no momento em que seus principais negócios de transporte estão sob pressão em todo o mundo com ordens de bloqueio por conta do corona vírus, que mantêm muitos passageiros em casa.

Ao mesmo tempo, o negócio de entregas de restaurantes da Uber, o Uber Eats, viu uma demanda crescente durante a pandemia, com pedidos de entrega de alimentos no segundo trimestre acima de 100%.

A Uber informou na segunda-feira que adquirirá a Postmates, rival dos EUA, por US $ 2,65 bilhões para aumentar significativamente o negócio de fornecimento de bens do dia a dia, incluindo mantimentos.

Esse é um projeto audacioso, apesar de não ser necessariamente uma novidade, a marca UBER pode agregar bastante valor a nova metodologia de entregas.

Via: em.com.br

Escrito por Sálvio Roberto Freitas Reis

Licenciado em Informática e especialista em Segurança da Informação (MBA) possuo experiência com redação voltada a ambientes de TI e Ciências da Computação com ênfase em Informática.