Vídeo de casal fazendo amor no alto de uma pirâmide causa escândalo no Egito

Casal é investigado por fazer amor em uma pirâmide do Egito.

O Governo egípcio solicitou o requerimento no sábado à Promotoria Geral que seja averiguado um vídeo postado nas redes sociais em que é possível ver um casal escalando uma das três pirâmides de Gizé onde acaba com os dois nus no topo.

Em um comunicado, o ministro egípcio de Antiguidades, Khaled al Anani, pediu para que “sejam tomadas as medidas necessárias” em relação ao caso de um vídeo registrado por “um casal de estrangeiro”, além da publicação de um registro que “atenta contra a moral”.

PUBLICIDADE

Por tanto, Al Anani mandou o caso à Promotoria Geral egípcia para que seja analisado o material postado pelo casal, que supostamente escalou uma das pirâmides durante a parte da noite, de acordo com o comunicado.

Por outro lado, a agência de notícias estatal MENA relatou que nas redes sociais foi divulgado “um registro publicado por um fotógrafo dinamarquês em que ele aparece escalando a grande pirâmide durante a noite com sua amiga e gravando cenas de explicitas no final do mês passado”.

PUBLICIDADE

A agencia se refere ao texto publicado pelo fotógrafo dinamarquês, identificado como Andreas Hvid, com sua amiga Josephine Sarah em sua rede social Instagram e da plataforma YouTube.Em cinco de dezembro, o fotógrafo Andreas Hvid postou um vídeo em sua conta do YouTube em que comentou na descrição que ele e sua colega escalaram a pirâmide de Quéops “apreensivos por ser vistos por muitos guardas” e que ocorreu, de acordo com relatos com Hvid, “no final de novembro de 2018”, sem dar uma data precisa. A autenticidade desse vídeo, entretanto, não pôde ser confirmada até o momento.

No registo, de 3 minutos de duração, é possível ver como o casal escala durante a noite uma das pirâmides e chega, supostamente, ao topo, onde nos últimos 20 segundos do vídeo a moça começa a se despir, ficando seminua.

No final da filmagem, aparece uma imagem fixa do casal totalmente nu praticando uma posição sexual tirada com a luz do amanhecer.

Em uma conta do Instagram do fotógrafo dinamarquês foram postadas diversas imagens tiradas do alto de vários edifícios e estruturas, incluindo uma em que também aparece uma mulher quase nua em cima de uma ponte em Budapeste, uma imagem parecida à supostamente realizada no Egito.

Não é a primeira vez que acontece esse tipo de ocorrência sobre as 3 pirâmides de Gizé. Em 2015, o homem alemão Andrej Ciesielski foi preso e expulso do Egito por subir sem autorização no alto de uma das pirâmides.

Além disso, em março de 2017, a modelo belga Marisa Papen posou sem roupas na explanada das pirâmides de Gizé e posteriormente foi presa durante um dia no templo de Karnak, em Luxor, quando ficou nua novamente para outra sessão de fotos.

 

Escrito por Pedro Machado

Apaixonado por marketing digital, colunista em diversos sites e páginas do facebook. Trabalhando como redator autônomo há mais de 5 anos. Contato: [email protected]